Vai por mim: o Godzilla é mais interessante do que o seu celular

Postado em 12 de abr de 2012 / Por Marcus Vinicius

Um cinema nos Estados Unidos ficou famoso por atirar na rua os clientes que liguem o celular - ainda que para passar uma simples mensagem de texto - durante a exibição do filme.

Note que eu usei o termo "atirar na rua", mas não sei se eles fazem isso literalmente, apenas expressei um desejo íntimo de que exista em algum lugar do mundo algum cinema que realmente faça isso e atire no meio da rua um cretino que ligue o celular.

Porque vamos pensar, o cinema não faz parte das obrigações civis ou religiosas de alguém. Você é obrigado a servir o exército quando completa 18 anos, se for muçulmano deve fazer uma peregrinação à Meca pelo menos uma vez na vida, se for judeu deve respeitar o descanso do sábado, mas nenhuma lei ou religião te obriga a ir ao cinema.

O que existe na sua telinha que seja mais interessante do que o que se passa na telona? Godzilla invadindo Nova York, Espaçonaves alienígenas destruindo o planeta, Mila Kunis fazendo sexo oral na Natalie Portman e você preocupado com as últimas ofertas do Submarino que chegaram por email?

Supõe-se que você esteja ali porque quer (vamos fazer de conta que sua esposa não te arrastou para ver "Sete Casais Discutindo Relação" ou seu namorado te obrigou a ver "Transformers 14 - Agora eles são carrinhos de mão"). Sendo assim, nada justifica que você resolva utilizar o celular durante um filme.


Se a sua casa estiver pegando fogo, garanto que você não vai sair e pedir pro bombeiro ligar pro seu celular contando as novidades. E tenho certeza que assistir a "Maratona Mr. Bean" não é uma atitude muito sensata se a sua esposa estiver no hospital para ter um filho.

Durante o filme nada vai acontecer na internet que mude o mundo para sempre (a menos que ele acabe de repente, o que você vai descobrir assim que sair do cinema) e hepatite demora mais de 2 horas para matar alguém, logo não precisa responder a mensagem de texto do seu amigo imediatamente.

Logo o melhor a fazer é desligar o celular.

Ainda mais porque as pessoas que foram ali para ver a última interpretação da Meryl Streep não vão ficar muito satisfeitas em te ouvir combinando uma saída com suas amigas para um choppinho mais tarde, sua conversa com a secretária do dentista tentando remarcar uma consulta ou você discutindo relação e chamando sua namorada de "piranha, ingrata e traidora".

Afinal, quem estiver afim de ver novela mexicana, basta assistir o SBT (e ninguém precisa saber que você é corno).

2 Comentários:

Ale Mangoni postou 12 de abril de 2012 11:20

Eu acho que tem que ser desligado ou no máximo modo reunião, que daí não vibra. E não rola atender o celular no cinema né?
Falta de Vergonha e do que fazer.
Espera o filme acabar ou sai da sala né? Todo mundo pagou pra estar ali e não é obrigado a escutar ninguem conversando no celular nem combinando a saída depois dali.

Anônimo postou 12 de abril de 2012 11:33

Oiiee Marcus,

Primeiro, quero dizer que te sigo no twitter ;)) há um bom tempo, adoro seu site, mas nem sempre dá tempo de deixar um comentário sobre o post do dia. E, hoje, resolvi deixar uma breve opinião sobre o "INCÔMODO DO CELULAR" ;)). O qual ninguém mereceee =_/.

Eu, particularmente, quando vou para ambientes do tipo, desligo o aparelho. Por mais que a pessoa deixe no silencioso, a pessoa vai atender, se abaixar e falar o local que está e que não pode falar...

No momento em que atendeu, já tira a atenção, a concentração da pessoa, acho falta de respeito, na boaa!

Adorooo o seu jeito de escrever uma coisa "séria" e ao mesmo tempo o texto se torna engraçado ;).

Um abraço ;).

@anninha_oficial

 
Template Contra a Correnteza ® - Design por Vitor Leite Camilo