Homem e mulher: dois mitos da cozinha

Postado em 3 de nov de 2011 / Por Marcus Vinicius

Sempre achei meio injusta a relação da sociedade com o papel do homem da mulher na cozinha. Primeiro, lógico, é a história de que "lugar de mulher é com o umbigo no fogão", depois é a idéia que pessoas formam ao se deparar com uma mulher que cozinhe bem em comparação a um homem que faça o mesmo.

Se ela é uma cozinheira de mão cheia, dessas que a família toda não perde um almoço, todo mundo chega, senta, se empanturra e depois vai pra frente da televisão ver Domingão do Faustão, ninguém vai dizer claramente, mas todo mundo vai achar que é uma grandissíssima Dona Maria.

Ela pode saber fazer coq au vin, suflê de lagosta e mousse de graviola de sobremesa, não adianta, se fizesse frango com polenta ou angu daria no mesmo.

Ainda que seja uma profissional de sucesso, chefie 300 imbecis numa repartição ou escritório qualquer, a namorada do filho dela vai dizer, sussurando no ouvido do pobre coitado:

- Não fique achando que você vai casar comigo e eu vou passar o domingo na cozinha que nem uma empregada. Nunca vou ser igual a sua mãe.

Mas tudo isso muda se acharem um homem de avental na cozinha. Ele pode saber fazer só um Miojo com creme de leite ou uma fritada de ovo de codorna com Arisco que na hora vira o Jamie Oliver.


Tudo bem que alguns cozinham muito mesmo, vão para o fogão e fazem tudo até melhor do que suas esposas (ainda mais porque geralmente é um evento raro na vida de ambos), mas o que conta é a imagem que um homem cozinhando passa para a sociedade, que é a de um cara habilidoso, culto, sensível, provavelmente viajado, cosmopolita.

Já ouvi dizer que é um ótimo chamariz pra pegar mulher (não pude comprovar isso porque basicamente preciso ler as instruções até dos sucrilhos).

Não importa que ele só tenha começado a cozinhar porque a mãe o colocou pra fora de casa aos 38 anos e ele já estava ficando cor de laranja de tanto comer Doritos, um homem que cozinhe bem é um cara bem sucedido, provavelmente faz isso como hobby para aliviar o stress de algum trabalho que envolva liderança e tomada de decisões, enfim, como não admirar um cara desses?

Até vejo a filha dele dizendo pro namorado:

- Espero que você um dia seja que nem o meu pai e não igual aquele inútil do seu, que só sabe viajar por aí operando crianças na África e não presta nem pra colocar uma lasanha no microondas.

7 Comentários:

Celene postou 3 de novembro de 2011 07:08

PIOR QUE É VERDADE!

Um Lugar Escuro postou 3 de novembro de 2011 07:56

Verdade mesmo, gostei do post. Inclusive, não sei quem já teve a oportunidade de ir ao restaurante do Claude Troago aqui no Rio, ele é considerado um dos papas da culinária. O cara realmente manda bem! Alias, este post tem haver com o meu desta semana: http://umlugarescuro.blogspot.com/2011/10/homem-e-homem-mulher-e-mulher.html (homem é homem, mulher é mulher). Não podemos negar que ainda existe um estigma muito grande tanto encima da imagem do homem quanto a da mulher.

Anônimo postou 3 de novembro de 2011 10:30

hahahahahaahahah...
Homens q sabem e gostam de cozinhar, sem dúvidas tem mais crédito com a mulherada.
Mas se ele não souber cozinhar, vale lavar um banheiro, a louça, estender a roupa no varal...
E se ele fizer tuuuudo isso junto, melhor ainda! Fechou! hahahahahahaha :P
Roberta Ricchezza

Ravick postou 3 de novembro de 2011 15:18

Concordo em partes. Quando dava aula no ensino médio, disse em uma turma que cozinhava; Algumas alunos se espantaram e disseram que era um absurdo homem cozinhar. Que lugar de homem era trabalhando pra trazer dinheiro pra casa.

Aliás:

Ela: "Não fique achando que você vai casar comigo e eu vou passar o domingo na cozinha que nem uma empregada. Nunca vou ser igual a sua mãe."

Eu: "Só ficar calada já me agradaria."

Léa postou 3 de novembro de 2011 15:29

Homem tá tão difícil que não se faz exigência, miojão tá bom!

Gustavo Ca postou 3 de novembro de 2011 16:13

Eu vejo o "saber cozinhar" como um fator de independência. Eu ainda vou aprender, hehe..

Isabel postou 4 de novembro de 2011 06:11

Excelente! O Pior que é assim mesmo: mulher saber cozinhar não é mais do que obbrigação. Já o homem, é quase algo divino. Mas, enfim, como não dá pra nadar contra a correnteza o tempo todo, já me contento se os homens se prestarem ao menos a lavar a louça. :)

 
Template Contra a Correnteza ® - Design por Vitor Leite Camilo