Sugestão de presente: biquini com enchimento para meninas

Postado em 10 de set de 2010 / Por Marcus Vinicius

Você se assustou quando leu essa sugestão? Achou absurda? Pois a rede de lojas britânica Primark não só achou isso perfeitamente normal como colocou à venda biquinis com enchimento para crianças de até 7 anos. Posteriormente os produtos foram retirados da prateleira, devido a protestos, mas o fato já estava consumado: alguém achou que essa aberração era uma boa idéia.

Talvez depois da axé music, dos livros do Paulo Coelho, de toda a série Crepúsculo, de boy bands e do PT, esta tenha sido a invenção mais tosca do universo, rivalizando até mesmo com O Criador, quando Ele teve a infeliz idéia de colocar as baratas no mundo.

A visão de garotinhas utilizando seios postiços por si só é aterrorizante, tanto quanto eram garotinhas dançando "É o Tchan" ou garotinhas hoje bailando ao som de funk. E infelizmente tudo isso parece ser aceitável para algumas pessoas, caso contrário não aconteceria nem escondido dentro de um caverna.

E esta história da loja britânica é apenas mais uma, dentre tantas, que demonstram como ser criança atualmente parece mais difícil do que ser honesto no Congresso Nacional.

Tudo empurra os indivíduos para uma falsa maturidade cada vez mais cedo. Filmes, programas de TV, bandas de música, modas que estimulam meninas a usar sapatos de salto e roupas de adulto cada vez mais cedo, fantasiando-as de mini-mulher, os meninos por sua vez recebendo doses cada vez mais altas de sexualização, de brutalização dos sentimentos.


E o resultado disso é essa "Geração Restart", ou seja, gente que  cedo demais começa a mimetizar comportamentos de adulto, adotar suas vestimentas, hábitos, a usar telefones celulares, internet - tudo isso sem controle - assim como ocorre com o consumo exacerbado, sem no entanto possuir desenvolvimento psicológico suficiente para assumir também as responsabilidades de um adulto.

Desta forma queimam-se etapas, e tudo se mistura. Eles agem como adultos em miniatura no momento em que deveriam apenas viver sua infância, e quando finalmente chega a hora de assumir alguma maturidade, resolvem resgatar o tempo perdido e a se comportar como crianças .

Nessa levada não é de se espantar que a delinquência entre jovens de todas as classes cresça, que cada vez mais os cabeças de vento pareçam dominar o mundo e que algumas pessoas de 25 a 30 anos hoje em dia tenham o mesmo desenvolvimento mental de pessoas de 20 anos há algumas décadas.

Afinal de contas, ainda não inventaram enchimento para cérebro.

12 Comentários:

Isabel postou 10 de setembro de 2010 12:05

Ótimo texto!
Bjs

Anaísa postou 10 de setembro de 2010 12:16

Tenho essa mesma impressão! Pena que só percebem ou não, que pularam uma etapa da vida depois que criam maturidade. Se é que chegam a ter, né?
bjs
www.anatonheiro.wordpress.com

Adriana postou 10 de setembro de 2010 12:31

Concordo contigo Marcus, infelizmente é isso.

P.S."...Talvez depois da axé music, dos livros do Paulo Coelho, de toda a série Crepúsculo, de boy bands e do PT, esta tenha sido a invenção mais tosca do universo..." Me dá um certo alívio quando percebo que não são somente minhas essas opiniões...ainda resta alguma esperança?!?!? Bjs.

Denise postou 10 de setembro de 2010 14:14

Nossa, que absurdo.. Eu acho essa sexualização precoce um horror! Crianças tem que brincar, e não se vestir que nem mini-adultos como acontece hoje em dia. Uma vez vi no shopping uma mãe passeando com a filha, que devia ter no máximo 6 anos, usando bota de salto plataforma, com a cara toda maquiada e com uma mini saia que qse dava pra ver a bunda. Eu achei aquilo um horror. Eu mesma fui usar salto lá pros meus 16 pras 17 anos!
Forçar crianças a ''amadurecer'' mais cedo só cria pessoas inseguras, adultos infantilizados, dentre outros distúrbios a mais. E o mais amedrontador é perceber que isso é visto com normalidade nos dias de hoje...

Lila postou 10 de setembro de 2010 15:03

É isso mesmo, hoje as crianças já não são mais aquelas que tem idade pra isso, afinal deixaram a infância e quiseram crescer antes do tempo, crianças mesmo são aqueles que hoje já tem idade pra serem adultos responsáveis mas se perderam em algum lugar da adolecência e quando for tarde de mais para perceber os males já estarão feitos.

Lila postou 10 de setembro de 2010 15:03

É isso mesmo, hoje as crianças já não são mais aquelas que tem idade pra isso, afinal deixaram a infância e quiseram crescer antes do tempo, crianças mesmo são aqueles que hoje já tem idade pra serem adultos responsáveis mas se perderam em algum lugar da adolecência e quando for tarde de mais para perceber os males já estarão feitos.

Rosângela postou 11 de setembro de 2010 06:25

Concordo com as suas idéias...Pena que nem todo mundo pensa assim!Na maioria das vezes a única coisa que os 'adultos' fazem é encorajar esses fatos...
Ps:Espero que vc permita que eu publique no meu jornal(este que só é lido pela minha turma na facul.)é claro que direi quem é o autor...
Obrigado!

Juliana Grimaldi postou 12 de setembro de 2010 07:45

Como sempre, adoro seus textos, embora não concorde com tudo! Os dois últimos parágrafos são de uma coerência perfeita, e mto contundente em tudo q fala.
Acho lindo ver alguém q escreve bem assim. Admiro e aprendo!
Qto ao assunto, venho abordando-o há um tempo no meio em q vivo.
Continuo a pensar q enqto não houver educação, em amplo sentido, não vamos saber lidar com mtas coisas q aqui estão ao nosso alcance.
Abraços.

Vitor Leite Camilo postou 12 de setembro de 2010 09:31

Tomara que as meninas que usem isso cresçam e não criem UM MILÍMETRO de peito. Puta idiotice querer dar de 'mocinha' em idade de criança. Genial seu texto.

anna weber \o\ postou 12 de setembro de 2010 20:05

Caramba... O mundo vem mudando muito rápido... Na minha época não era assim. E eu tenho só 17 anos (:
Claro que já existia esse tipo de coisa... Como maquiagem, etc. Mas a pressão da sociedade não era tão grande com as crianças. E meus pais sempre fizeram questão que eu aproveitasse o máximo da infância (:

solange baumer dos reis postou 13 de setembro de 2010 06:58

Sempre repito pra minha filha quando ela vê as amiguinhas de salto,ou roupas mais ousadas:Vc será criança só uma vez na vida...depois adolescente em seu tempo e adulta o resto da vida...não tenha pressa.Ela tem apenas 10anos.
Vc como sempre consciente.Gosto muito disso.Pena que não é igual gripe que passa num espirro.

Gisela Brum postou 2 de outubro de 2010 12:50

Texto perfeito. Reflexos da sociedade de consumo que cria monstruosidades como essa. O problema será saber se conseguiremos conviver com as aberrações advindas dessa nova liberdade a qualquer custo.
Parabéns.

 
Template Contra a Correnteza ® - Design por Vitor Leite Camilo