Walter foi ao Mercado

Postado em 23 de ago de 2012 / Por Marcus Vinicius

Uma das primeiras coisas que descobri sobre mim é que sou de capricórnio. Quando era criança nem achava isso tão legal, pensava que aquário, peixes ou leão era bem mais divertido (nenhuma razão esotérica, só por causa do nome dos signos mesmo).

Mas o tempo passou e acabei interiorizando todas aquelas características que falam sobre os capricornianos, como ser prudente, não demonstrar muito os sentimentos, ser meio pessimista, entre outras coisas.

Agora, se formos pensar bem, é meio pretensioso achar que alguns astros e estrelas se movimentam no universo só para determinar se a gente vai ser mau humorado, dançarino de conga ou piloto de Fórmula 1.

E ainda que fosse, com certeza os astros que decidiram que o Schumacher seria piloto não foram os mesmos que fizeram essa escolha pelo Rubinho (que é até bom piloto, mas esqueceu de ser um pouco mais rápido).

Só que tem gente que leva tudo isso muito a sério, a ponto de nem sair de casa para ir no mercado da esquina sem ler o horóscopo.

Nada contra, tem gente que também acredita na previsão do tempo (e os resultados são mais ou menos parecidos), mas ainda assim eu acho que essas seções de astrologia dos jornais e revistas poderiam ser um pouco mais diretas.

Por exemplo, como alguém vai poder se guiar através de coisas como "tenha uma atitude mais aberta, mas evite confiar em qualquer um. Desligue-se do passado, mas não se afaste dos velhos amigos. Cor: Magenta"? E ainda por cima tudo dito numa linguagem meio Mestre dos Magos ou Yoda.



- Sair de casa você não deve, mas ficar em casa bom também não é.

Além do mais, milhões de pessoas nascem por dia, todas essas pessoas terão o mesmo signo e se juntarão aos outros milhões que nasceram na mesma data em anos anteriores, sendo assim, como é que a mesma previsão vai atender a cada um deles? Imagina se todo mundo resolvesse ler o mesmo astrólogo e uma multidão de pessoas vestidas de magenta, turquesa ou rosa choque corresse às ruas diariamente?

Tudo bem que ficaria difícil fazer uma previsão diária individualizada para cada um que nasceu naquele dia, afinal os computadores da Nasa e da Amway (o segundo computador mais potente do mundo depois do da Nasa) já estão ocupados bisbilhotando marcianos ou organizando reuniões vespertinas para venda de inutilidades domésticas, mas essas previsões poderiam pelo menos ser mais diretas.

Seria algo como: "se você chegar atrasado no trabalho hoje vai dar merda. Cor: Marrom". Mas ficaria ainda melhor abrir um jornal e ler "jogue hoje na Mega Sena, ou na Loteria, ou no bicho, enfim, jogue hoje ou ficará na merda pra sempre. Cor: Verde Benjamin Franklin".

Alguns até tentam ser mais diretos, só que o medo de errar cria aquelas previsões de final de ano que quase todo mundo já viu no Fantástico:

- O time campeão brasileiro do ano que vem vai ser algum que tenha o uniforme preto ou branco, mas também existe chance de ser algum com azul, verde ou vermelho.

Uma dúvida que eu também tenho é a seguinte: se o meu horóscopo não estiver muito legal, dá pra trocar? Ligar para algum SAC, sei lá. Lembro até do Walter Mercado na TV dizendo "Ligue Djá! Ligue Djáááá!"

Você ligaria e diria: 

- Alô, será que posso me juntar aos geminianos só por hoje? É que tô afim de ir na praia e o meu horóscopo está dizendo que o meu elemento é fogo e tenho medo de água-viva...

2 Comentários:

Bart postou 23 de agosto de 2012 13:46

Isso me lembro a relação dos chineses com o signo Chinês que funciona por ciclos de anos... E quando é ano do signo "porco" as mulheres em massa buscam ter filhos pq "porco" é signo "bom"...
Sei lá...
Religião e outros tipos de Convicções pessoais é igual a cú... Cada 1 tem o seu e faz o q bem entende, que normalmente é merda !!

Nati postou 23 de agosto de 2012 17:19

Não acredito cegamente nos signos, mas gosto de ler, vai que tá certo, né?

Beijo

 
Template Contra a Correnteza ® - Design por Vitor Leite Camilo