10 Comportamentos carnavalescos que te transformam num escroto

Postado em 8 de fev de 2010 / Por Marcus Vinicius

Vem chegando o fatídico início de mais um Carnaval. Globeleza enchendo nosso saco desde Dezembro na televisão, a "última nova moda" de Salvador poluindo nossos ouvidos/olhos, calor senegalesco de verão, propagandas fazendo ode à cerveja e ao mesmo tempo nos pedindo para não beber demais, engarrafamentos nas estradas, carros entupidos com pessoas, gaiolas, travesseiros, violão, instrumentos de percussão e câmaras de ar de pneus que virarão bóias na praia, enfim, todo esse circo característico do reinado de Momo.

Tem quem goste, assim como eu já gostei bastante. Mas também existe muita gente que detesta isso tudo. O batuque, os engarrafamentos, os blocos, a famigerada axé music, mas acredite: tem jeito de piorar.

Certos comportamentos e atitudes durante o Carnaval conseguem transformar o que já é ruim em algo abominável, por isso resolvi listar aqui os 10 comportamentos mais escrotos que eu observo no período. Vamos lá:

O "Bloco das Piranhas" - Quem nunca se vestiu ou pelo menos não conhece alguém que já usou roupa de mulher? Pode ser até uma brincadeira legal aquela coisa de colocar o sutiã da prima, a canga da namorada, passar o batom da avó e sair na rua com os amigos, mas precisa incorporar a puta chata só por causa disso?

Ficar implicando com desconhecidos, fingindo que vai pegar nos "documentos" dos caras e sendo excessivamente escrachado é escroto.

O que dizer então desses sujeitos que vão para um bloco que sai à tarde, mas de manhã já estão com um biquini enfiado na bunda e depois que o bloco termina, e já é lá pelas 2:00 ou 3:00 da manhã, ainda estão com roupa de menina por aí? No mínimo estão realizando um desejo muito escondido e adoooooram o Carnaval, já que podem "botar tudo pra fora".

As cantadas grosseiras - Sabe aquele cara que é excelente vizinho, bom colega de trabalho, pagador de impostos, mas no Carnaval veste a pele de Mr Hyde-Pedreiro? Não pode passar uma menina que é um tal de "te chupo", "enfio isso", "meto aquilo"? Sei que tem gente que faz isso o ano inteiro, parabéns, são escrotos perenes, mas se você faz isso só porque "é Carnaval", fique sabendo: você é um escroto carnavalesco.

A roupinha indecente - Um elemento primordial para o sujeito da cantada grosseira é a "dadivosa". Sabemos que faz calor na festa de Momo, que roupas confortáveis ajudam na "folia", mas um pouco de noção também ajuda nesse quesito.

A menina vai pra um bloco/trio elétrico, onde certamente haverão bêbados e homens com mais testosterona do que uns 100 touros juntos, e faz o que? Coloca uma sainha ou shortinho branco, minúsculo, todo enfiado e com uma calcinha fio dental daquelas de levantar defunto. Adiciona a isso um sutiã que só cobre os mamilos e vai pra rua feliz da vida, achando que será "respeitada" só porque quer.

Nada justifica um comportamento silvícola com as moças, afinal, a era do tacape e da pedra lascada já passou, mas também é muita falta de noção sair na rua quase nua, ficar pulando e agarrando todo mundo em volta e aí quando toma um "abraço de urso" vir com aquela conversinha mole "Que isso!?Que sem noção! Eu só tô aqui curtindo, dançando, nada a ver, não misture as coisas!".

Coleguinha, essa atitude é escrota.

"Que isso?! É Carnaval!" - Essa famigerada frase é usada neste período para justificar todo tipo de atitude abominável e inconveniente que pudermos imaginar. O cara passa a mão na mulher do outro e quando se vê prestes a levar um soco, dispara "Que isso?! É Carnaval!".

Está com pressa pra comprar mais uma cerveja e quer furar a fila? "Que isso?! É Carnaval!"

4:00 horas da manhã, fazendo barulho no prédio, falando alto, batucando e enchendo o saco de quem quer dormir? "Que isso?! É Carnaval!"

Pense no que quiser e a justificativa cretina estará lá: "Que isso?! É Carnaval!"

Subir no carro dos outros - Gostou de ver a Luma, a Paola ou a Luana no carro alegórico da sua escola de samba? Parabéns! Mas o capô do carro alheio não é alegoria e é muito escroto se aproveitar de um engarrafamento para subir no carro dos outros, ficar sacudindo, balançando, enfim, colocando o favelado que existe dentro de você pra fora.

Fechar o trânsito - Falei da atitude escrota de subir no carro dos outros e lembrei sua irmã gêmea e às vezes mãe: ficar no meio da rua fechando o trânsito.

A polícia já garantiu o trajeto do maldito bloco, já fechou ruas, colocou o trânsito em meia pista em outras, ou seja, todos os moradores da região já tiveram seu direito de ir e vir devidamente tolhido em nome da "folia", mas existem os escrotos que acham isso pouco.

Aí fecham a outra metade da pista que estava aberta, ficando na frente dos carros, esperam o sinal abrir para postarem-se na faixa de pedestres e atrasarem o trânsito e assim contribuem para com que aqueles que já não gostam de Carnaval passem a odiá-lo, mas claro, eles acham que podem fazer isso, afinal, "É carnaval!".

Forçar animação - Como quase toda atitude escrota carnavalesca é parente de alguma outra, claro que tem os animados de aluguel. O cara tá ali com cara de c*, a guria já cansada e com o pé doendo, mas basta ouvirem uma marchinha ou perceberem uma câmera que saltam do entediado-mode para o folião-mode em 2 segundos. Pulam, riem e cantam pela milésima vez a "Cabeleira do Zezé".

E aqueles que tentam forçar o folião-mode nos outros? Você avisa ao amigo "tô na minha, vou num cineminha e depois jantar" e o folião dispara "Que isso??????Porra!!!!!É carnaval, sai dessa!" e praticamente te arrasta para algum lugar do qual você vai querer fugir em 15 minutos.

E pior são os desconhecidos querendo abraçar, te fazer pular e praticamente te obrigar a cantar a "Cabeleira do Zezé".

Mijar na rua - Nem preciso desenvolver muito, né? Tem quem faça isso a 2 metros de um banheiro químico.

"Peguei 50" - Você foi pra academia, tomou sua bomba, ficou sarado pra "tirar a camisa no bloco e pegar geral"? Fez "Glúteos-Abdomen-Pernas" desde Outubro pra chegar no Carnaval e os "carinhas todos chegarem em cima no trio da Ivete"? Parabéns, mas entre "beijar" 50 bocas e efetivamente ter pego 50 pessoas existe uma grande diferença.

Primeiro, pra mim você trocou baba com 50, porque pegar pressupõe mais do que um beijo corrido no meio da rua entre milhares de pessoas se acotovelando.

Depois, qual o proveito disso? Sem contar que se você "pegou" 50 naquele esquema carnavalesco de "acende, puxa, prende, passa" que nem cachimbo da paz, é porque 50 te "pegaram" também.

Piadinha da Mangueira entrando - "E aí? Vai ver a Mangueira entrando hoje?". Auto-explicativa, né? Piada velha e gasta.

Conhece mais alguma? Compartilhe comigo!

19 Comentários:

Solange postou 8 de fevereiro de 2010 08:57

Graças que não nos enquadramos(minha família toda),nessa loucura desmedida chamada carnaval.Meu filho até perguntou essa semana:"Mãe,onde vamos no carnaval?",e eu temendo que aquilo fosse um pedido de sugestão pra que fosse pular seu primeiro carnaval (tem 14 anos),me fiz de boba e ele completou:"Vamos pra aquela praia deserta que fomos semana passada?"Ufa!Infelizmente nem pra praia deserta poderemos ir,mas com certeza também não estaremos gritando,pulando,suando (écaaa),fantasiados pelas ruas da cidade.Vai que,como diz a marchinha:"quem não gosta de samba,bom sujeito não é..."Não somos gente boa kkk.
Beijos e adorei a listagem dos 10 comportamentos,desde que fiquem bemmm longe de mim.

@MayraCollete postou 8 de fevereiro de 2010 09:21

PERFEITO!!! Adorei Absolutamente100% certo!

Marina Almeida postou 8 de fevereiro de 2010 09:21

ahauhauhauahua
Adorei o post, concordo com tudo, besos!

thochuli postou 8 de fevereiro de 2010 09:22

Eu amo Carnaval, é claro que acho isso passa com o tempo, vc acba querendo ficar mais tempo com a familia e essa fase de festa passa!Todos esses comportamentos que vc listou são extremamente chatos.Agora o cara que se veste de Mulher realmente esse é o maior mico do Carnaval.

Leandro Ravaglia postou 8 de fevereiro de 2010 09:34

O carnaval também consegue libertar o chato que existe nas pessoas. Gente que reclama do carnaval é tão chata quanto todas as listados acima.

mvsmotta postou 8 de fevereiro de 2010 09:36

Folião Detected.

Isabel postou 8 de fevereiro de 2010 10:07

Vc sabe que discordamos de muita coisa, mas nesse post tô 100% contigo, concordo com tudo!! A única vantagem do carnaval pra mim é ter alguns dias de folga do trabalho!!
beijos

Rui postou 8 de fevereiro de 2010 10:18

É, meu caro... O melhor ao ler o teu post é me sentir compreendido. Realmente tem muita gente babaca no carnaval. Cada uma dessas situações que descreveu, infelizmente, são bastante corriqueiras.

Abração! Adorei o texto, ri bastante he he he

Redivo postou 8 de fevereiro de 2010 10:30

O mais triste é que enquanto fui lendo fui tendo vários flashbacks, depois eu num gosto de carnaval e ainda me acham estranho o.O. Apesar do feriado ser bom demais xD.

Denise postou 8 de fevereiro de 2010 11:30

ahuahuauhahuahua ri muitoooo com seu post! Mas pior que é verdade. Graaaaaaaaaaaaaaaças a Deus que eu moro em um lugar sossegado, looooooooooonge de qualquer escola de samba, ensaio e o escambau a quatro. UFA! E sabe o que é o pior disso tudo? Muitos vão pro carnaval, beijam 408394820384209384092834092384903, trepam com mais 304834903284028342394823, cheiram, enchem a cara, etc etc etc... Aí vem a quaresma.. e vira tudo santo.. :P .. Já vi muuuito disso..

LiraBellaqua postou 8 de fevereiro de 2010 11:50

Muito bom, inclusive o comentário "Folião detected". Morri de rir.

Alysson Braia postou 8 de fevereiro de 2010 12:33
Este comentário foi removido pelo autor.
Alysson Braia postou 8 de fevereiro de 2010 12:49

é isso aí!... pura verdade!

Marcnamala postou 8 de fevereiro de 2010 15:01

Disse tudo. Esse lance do bloco das piranhas e o mijadouro nas ruas são duros de aturar

Lucia Valle postou 8 de fevereiro de 2010 16:17

O pior de tudo, é querer "forçar" os outros a entrar numa brincadeira totalmente sem graça, sem noção, que é o carnaval tal como ele se apresenta hoje. Perdeu-se o respeito pelo direito de quem simplesmente quer FICAR NA SUA, não tomar parte nessa exposição da intimidade e da privacidade. Beijar é bom, mas onde está o "friozinho na barriga" da conquista, do olho no olho, quando se "beija" uma pessoa que você só viu durante 5 segundos? Será que é válido (falo isso por ser o "esporte" praticado em Olinda durante o reinado de Momo)?
Cheers!
@LuciaValle

Kilber Aurelio postou 8 de fevereiro de 2010 16:42

Sou fanatico por escolas de samba mas tenho que admitir qeu vejo muito isso por ai ,mesmo com quem ta la no anhembi a gente ta quietinho na nossa esperando nossa escola de coração , nao tem nem espaço pra mecher o pé e tem sempre um individuo que te enche o saco e ai nao vai se mecher não?
Detalhe é que geralmente eles estão caindo de babados e não se tocam que são chatos ...
TInha uma turma aqui na rua a muito tempo que se vestia de mulher para jogar futebol , era um time de loiras contra morenas mas eram na deles ...

gutoooo postou 9 de fevereiro de 2010 06:46

Eu não sei o que é pior... mentira, sei sim! O Carnaval. Eu deveria ser teleportado pro planeta Napalm Death nessa época do ano.

Vinícius*Magalhães postou 10 de fevereiro de 2010 06:39

Tudo bem, tudo bem... você falou boas verdade, eu ri com outras que chegam a ser cómicas de tão escrotas... mas poxa, o xixi na rua? Isso, na minha concepção, é uma das melhores coisas de ser homem, trogloditamente falando, HAHAHAAHAHA. É nojento mesmo, eu sei. Odeio passar nos lugares e sentir aquele aroma de amonia amanhecida, porém, quando você tá apertado cara... sempre que vejo o banheiro quimico, colaboro pra acumular mais "água de joelho", mas você tá no meio do centro, não ve um banheiro desses a mais ou menos 3, 4 quadras, ta com aquela cerveja toda pedindo pelo amor de Deus pra sair... amigo, desculpe, mas eu me alivio na rua. Sou bipolar, hipocrita quanto a isso, mas poxa... é triste, deixa a sociedade com aspecto porco... mas também é felicidade, afinal, aliviar é muito bom. :D

mariajuiana postou 25 de fevereiro de 2010 10:28

""Pois é, essa teoria de homem se vestir de mulher só no carnaval é muito engraçado e chato ao mesmo tempo,pois meu namorado já gosta disso,estraga roupas,compra calsinha e sutiã!! ,sem contar no demaquilante!!!!e mais fica uma bixa super chata!!!....mais afinal é carnaval e é tudo de bom!!foi muito bom seu comentário a respeito do carnaval!! dei boas risadas!!parabénss

 
Template Contra a Correnteza ® - Design por Vitor Leite Camilo