O Twitter não é wysiwyg

Postado em 23 de fev de 2010 / Por Marcus Vinicius

Pra quem ainda não atingiu o grau de nerdice suficiente para saber o que é "wysiwyg", primeiro eu explico e aí continuo. Essa expressão, traduzida para o português como "O que você vê é o que você tem", define programas de computador, inicialmente editores de texto e hoje em dia qualquer programa, que permitam ao usuário ver na sua tela algo muito similar ao resultado final, real.

E porque o Twitter não é assim? Simples, porque sinto que as pessoas tem a necessidade de inflar tudo o que fazem e enfeitar seu cotidiano para impressionar quem os lê ali.

Conto isso porque passei o Carnaval em Penedo, localidade no Rio de Janeiro onde o modem 3G que levei emprestado não acessa nem com velocidade de discada, e precisei recorrer aos serviços de uma populachesca lan-house para atualizar o blog.


Esperei minha vez (já que estava cheio de adolescentes trocando fotos do primo mais velho com ninfetas do Paraná) e quando finalmente pude ir lá mexer no blog, eis que senta-se ao meu lado um rapaz com os cabelinhos compridos, jeito de playboy, roupas de doidão de boutique e um trejeito característico dos sebosos, que é ficar passando a mão por trás das orelhas para colocar os cabelos longos presos ali.

Pois bem, sou enxerido mesmo e dei uma pescoçada no que ele estava escrevendo, e qual foi minha surpresa?!
  1. Ele estava acessando o Twitter! Na hora observei que as únicas redes sociais abertas nos monitores que tinha à vista eram o Orkut e o Twitter e pensei "Putz, não tem mais diferença".


  2. Pude ler a tuitada que ele estava escrevendo, algo assim: "E aí, galera! Estou aqui na roça passando o Carnaval mas consegui entrar na net pra dar um alô.Viva o Wi-Fi de restaurante!".
Na mesma hora olhei em volta outra vez, meio com medo de algum gênio da lâmpada ou máquina do filme "A Mosca" ter me teletransportado para outro lugar.

Vai que eu estivesse em um restaurante com Wi-Fi numa cidade com acesso fácil à internet e algum problema com a realidade me impedisse de enxergar isso, me fazendo pensar que eu estava em um lan house em Penedo, onde acessar a internet é tão difícil quanto no Pantanal?

Mas aí me belisquei, ouvi a Laura me chamando lá fora com pressa, afinal ela queria tomar sorvete, e me dei conta que o problema com a realidade era do rapaz, que estava ali contando uma mentirinha para se fazer de cool no Twitter.

Sabe como é, acessar de um laptop ou smartphone insivível uma rede Wi-Fi inexistente é muito mais legal para impressionar seus seguidores do que estar numa cadeira de lan house, com um ventilador soprando vento quente na sua cabeça e um monte de adolescentes espinhentos contando mentiras pra suas namoradinhas virtuais. Aliás, vamos combinar: os adolescentes não eram os únicos contando mentirinhas ali, né?

Notem, não estou falando de mentiras bobas, que a gente conta pra impressionar uma mina que quer pegar ou para inflar qualidades, mas mentiras desnecessárias tipo enganar seguidores do Twitter para não dizer que está numa lan house. É bobeira demais pro meu gosto.

Por isso comecei a desconfiar de tudo que me contam no Twitter. Se o cara diz que está no Mc Donald's, penso que está numa Kombi de cachorro-quente. Se fala que foi ao cinema, já acho que comprou um CAMRip pirata em algum camelô. Se diz que está na praia com a namorada, tenho quase certeza de que está numa piscininha de montar, fazendo sua boneca inflável de patinho de borracha.

Já disse uma vez: no Twitter todo mundo é espirituoso, criativo, irônico, "ácido" e cool. Mas acho que podemos acrescentar mais uma: tem um monte de gente que também é mentirosa.

25 Comentários:

luck postou 23 de fevereiro de 2010 06:19

bom texto, mas quem nunca falou uma mentirinha pra impressionar alguem?

Mr. Jåµë§ ßønd postou 23 de fevereiro de 2010 06:21

:: Bom, eu que sou dá área de design não estranhei o WYSIWYG. E como já estou na internet desde o começo não me surpreendo com mais nada.

--x--

E, como diz meu perfil no Twitter, eu posso ser "pretensioso, arrogante, egoísta, metido, sem caráter, pobre tarado e..." MAS... (quase) nunca mentiroso.

Lagarta postou 23 de fevereiro de 2010 06:21

Nada mais justo do que comentar esse post, você foi na mosca.
Mentira é uma constante da internet, não seria diferente no Twitter, mas é bem fácil ser cool com o Google soprando as dicas da janela ao lado. Só nos resta a diversão =P

Ellen postou 23 de fevereiro de 2010 06:25

Nos dias de hoje, todo o consumo está relacionado a conforto e status. Se você vê um executivo bem sucedido com seu carrão, e você pode comprar um melhor e mais caro só para impressioná-lo, com certeza você fará isso para alimentar seu ego e se sentir melhor.
Muitas pessoas acabam 'gozando com o pinto de outras' para poder ter esses poucos minutos de satisfação pessoal.
Falando que estão fazendo algo e na verdade a situação é totalmente diferente da que foi dita.
Na internet circulam muitos conteúdos confiáveis e não confiáveis, só basta a nós mesmos sabermos se estamos sendo influenciados pelo que foi dito ou não.
É o que você disse, "no Twitter todo mundo é espirituoso, criativo, irônico, "ácido" e cool" e precisamos tomar muito cuidado com o que lemos e acreditamos.

Carla postou 23 de fevereiro de 2010 06:30

Vixi...acho que essas mentiras na internet, de uma forma geral, rolam de montão.
É como se os sujeitos tentassem virar um outro ser...um ser idealizado e perfeito. Tudo bem, não vejo nenhum problema em fantasiar, o problema, é não conseguir voltar à realidade ou passar a não ver mais a mínima graça na mesma.
Considero o Twitter uma das grandes descobertas desse mundão virtual, acho inclusive, que me viciei (risos) tanto em postar, quanto em ler, descobrir gente legal. Mas meu pé continua aqui...no chão e na terra firme.
Abraço!

Suely postou 23 de fevereiro de 2010 06:47

Adoro seus posts e embora nem sempre concorde 100% com sua ótica sempre tenho certeza de que você vai me fazer raciocinar sobre as coisas à minha volta.
Sou meio bocó da mola porque não costumo usar artifícios aqui ou no Orkut. Não porque eu seja um exemplo de virtude que nunca minta... mas porque não vejo sentido em mentir pra pessoas que provavelmente nunca encontrarei pessoalmente.
Mais do que mentir prá gente, quem mente virtualmente está mentindo prá si mesmo. Na minha concepção essas pessoas não estão satisfeitas com a própria realidade e criam um mundinho de faz de conta prá compensar a mesmice do dia-a-dia. Mais que mentirosos, são tolos...

Tali postou 23 de fevereiro de 2010 06:50

Ótipo post! Isso acontece de monte por aí, no caso do twitter por exemplo, quanto mais "followers" mais "status" para a pessoa (tanto é que existem até vários sites que diz aumentar seus followers em 1 dia e muita gente vai atrás), e para conseguir esses followers, uns apelam para esse site e outros apelam pelos seus próprios tweets, aí vai do que cada um quer usar, pode ser um post inteligente, pode ser uma piadinha, ou até mesmo nesse caso, ser um mentirinha básica, digamos! O importante é ser "Cool", é ser interessante e postar algo que passe uma imagem boa de vc... O problema eh que nunca se sabe a verdade, por isso eu, assim como vc, duvido de TUDO nesses sites de relacionamentos... Quando a boa imagem é o que mais importa, não é medido esforços para que ela sempre apareça!

Tigresa postou 23 de fevereiro de 2010 07:00

Oie MV

Bom, eu moro no Centro de Sao Paulo e nao acho Wi Fi com essa facilidade, por isso tb duvido de certas coisas.
Mas digo que essa cultura de mentir para impressionar eh caracteristica muito brasileira. Em Londres vi muitos brasileiros fazendo isso para dar uma de descolado para os que akee ficaram.

Maisa
@tigerGirlSP

Clau Finotti postou 23 de fevereiro de 2010 07:59

Gosto da sua perspectiva e da maneira que transforma um simples post de 140 caracteres que alguém digitou ao seu lado numa lan em um texto interessante.

Um dia vi no ônibus um sujeito dizendo desavergonhadamente que tava dirigindo, chegando no trabalho, hehe...

Mentira existe em todo lugar, cada um quer parecer melhor do que o que realmente é, mas tem há que se tomar cuidado porque com tanta informação interligada, tanto site de relacionamento, uma hora o "pinóquio" se trai.

Eu nem imagino a vergonha que ia sentir de o pessoal do meu trabalho, que me conhece tão bem, entrar no meu blog e ver só invenção.

Eu acho que já dá muito trabalho ser eu mesma, não invento moda.

*A propósito, aqui em Dubai está muito quente, como está aí no Brasil? kkkkkkkkkkkk

Antenor Thomé postou 23 de fevereiro de 2010 08:06

Muito bom seu texto!!

Já tive essa sensação de mentiras jogadas ao vento apenas para impressionar os seguidores.
Um colega de trabalho costumava escrever que estava rodeado de lindas mulheres e o que ele tinha mesmo ao redor era cadeiras, e um computador.
Vai enteder esse povo.

Um abraço

Antenor Thomé

Brasigrega postou 23 de fevereiro de 2010 08:06

É por estas e outra que NUNCA entrei em um site relacionamentos. Mentiras, mentiras e mais mentiras. Quanto ao twitter, só uso mesmo para divulgar meus três blogs...Não vejo nenhuma utilidade mais precisa.
Um abraço
Marineide

Leonardo Schabbach postou 23 de fevereiro de 2010 08:08

Primeira vez que comento por aqui. Hahaha, muito bom. Ri demais do final do texto. "Se fala que está no McDonald's já o imagino em uma Kombi de Cachorro Quente".

Mas é verdade. No twitter, provavelmente muita gente inventa muita coisa mesmo, não há como saber ao certo, isso é um problema. É engraçado ver como algumas pessoas por lá tem um comportamento diferente mesmo. Tinha uma época que eu já estava até de saco cheio, todo mundo parecia pessimista, só reclamavam na timeline, hehehe. Agora parece que a maioria mudou o jeito de usar =)

Enfim, post interessante e engraçado. Parabéns.

Cristina Dissat postou 23 de fevereiro de 2010 09:49

Oi Marcos, muito interessante a colocação e, sem querer, vc tb esclareceu algumas coisas. Diferente de muita gente eu uso o twitter como ferramenta de reportagem principalmente (@fimdejogo) e já recebi perguntas dos meus seguidores para confirmar essa ou aquela informação que ouviram no rádio ou na tv. Credibilidade e mentiras realmente são duas coisas que nunca combinam, mas se as pessoas usam o twitter pra se divertirem com isso... fiquem com as consequências, certo. Parabéns pelo texto. Abs, Cris Dissat

Mile Reis postou 23 de fevereiro de 2010 10:30

KKkk...Adoro quando o feioso ato de mentir se torna algo risível!! Mostra como a vaidade ultrapassou barreiras e até utiliza serviços Wi-Fi...Este é um dos posts mais comédias e reais deste começo de ano!!!

Solange postou 23 de fevereiro de 2010 11:30

Consegui imaginar direitinho vc espichando o pescoço pra ver o moço!kkk me afinei de rir.Tem pai que é cego!
No meu caso acho que escancaro demais minha verdade,e até queria conseguir fantasiar um pouco.Mas sei que depois caio do cavalo e me quebro todinha,tipo o panaca lá de Penedo.
Vc voltou muito melhor!

danuzza postou 23 de fevereiro de 2010 12:35

achei o máximo o post! adoro o jeito q vc escreve. um tapa na cara de geral. sempre.
pago um pau.

Denise postou 23 de fevereiro de 2010 12:36

Nossa, muito engraçado o que você escreveu,
eu ri muito
sou adolescente , e o pior que tudo o que você escreveu é verdade,
quando postou isso no twitter, eu de curiosa olhei,
muito bom, SIJAISJAISJAISA'

Thaís Mello postou 23 de fevereiro de 2010 12:40

Achei muito digno o post. a minha verdade é essa sua verdade aí :D hahaha Já vi muita gente fazendo isso e acho super idiota e desleal (assim, exagerando mesmo) com o seguidor. Porque quem segue espera alguma coisa, e saber que essa coisa que ele recebe é mentirinha "de lan-house" é muito decepcionante!

Mas então... @thaisttmello

Sophia JOnes postou 23 de fevereiro de 2010 12:50

A realidade da INTERNET é essa. Parece que ninguém está feliz em ser APENAS o que é, e precisa se auto-afirmar contando vantagem, mostrando foto de lugar onde nunca pisou ( e haja Flickr pra garimpar foto), só para se passar realmente por algo que adoraria ser/fazer.

Relutei antes de entrar pro Twitter, e confesso que minha conta é secreta( essa eu explico outra hora).

Mas tenho asco de Orkut, facebook, etc, onde uma fogueira de vaidades queima cada vez mais o filme de cada um que se expõe ali.

Quanto ao CAMRip, já fui vítima de um, onde no meio do filme, um cara se levantou e saiu da sala de projeção...

10 pro seu texto!

@mazannon postou 23 de fevereiro de 2010 12:54

Uma bobagem, né? Mas acho que é reflexo do mundo real, mesmo. Quem faz isso no twitter, faz em qualquer "lugar". Interessantes são os que assumem a esquizofrenia e criam seus perfis falsos logo de uma vez...

Diego Augusto postou 23 de fevereiro de 2010 17:56

Mentiras são desnecessárias. Mas neste mundinho de faz de conta, a verdade incomoda. Fato.

Você mesmo já disse que muitos ficaram incomodados contigo no Twitter.

Assim a vida toca.

Gui Vivian postou 24 de fevereiro de 2010 10:49

Pior é q é verdade... Mas é q a vida de algumas pessoas não é suficientemente interessante. Por isso, as "mentirinhas de twitter".

Anônimo postou 27 de fevereiro de 2010 22:36

E por falar em Twitter... o que aconteceu com o seu perfil no Twitter?

Fernanda Lizardo postou 22 de fevereiro de 2011 11:09

Isso me lembrou de um episódio que presenciei. Certa vez eu estava numa festa e um dos sujeitos presentes estava num mau humor daqueles. Completamente entediado no ambiente e tão chato, mas tão chato, que estava sendo grosseiro com as pessoas à volta. De repente ele sacou o celular do bolso (ele tinha mania de twittar pelo celular) e notei que estava acessando o Tweetdeck. Quando cheguei em casa (muitas horas depois), não resisti e fui dar uma olhada na timeline dele. Tinha algo como "mais uma noite agradável com os amigos. Estou curtindo muito". Nesse dia resolvi diminuir minha frequência no Twitter - e escolher melhor meu círculo social.

mvsmotta postou 22 de fevereiro de 2011 11:11

Fê,

É difícil quem está se divertindo mesmo arrumar tempo para tuitar. Seu conhecido é só uma prova disso. Rsrsrs

Bjs

 
Template Contra a Correnteza ® - Design por Vitor Leite Camilo