Follow, Unfollow, Follow, Unfollow

Postado em 9 de fev de 2010 / Por Marcus Vinicius

Hoje falarei do onanismo tuiteiro do follow, unfollow, follow, unfollow, que acompanho quase diariamente.

Resolvi escrever isto depois que recebi uma mensagem no Twitter (não vou contar o nome do usuário pra não personalizar demais a coisa) dizendo algo como "dei unfollow no @mvsmotta e voltei a seguir, mas tô dando unfollow de novo porque não gosto do que ele escreve".

Achei engraçado porque não foi a primeira vez que li algo desse teor. É mais ou menos assim: o cara te segue, fica puto com algo que você diz ali (sobre política, sacaneando algum time de futebol, qualquer coisa) e aí resolve te dar unfollow. Beleza, direito dele, follow é concessão e não obrigação, mas aí ele meio que sente falta de te ler na timeline e manda o aviso: "parei de te seguir, mas tô seguindo de volta, vê lá hein!".

É quase uma censura prévia. Num primeiro momento eu chego até a pensar "pô, vou me policiar no que digo...", mas esse primeiro momento dura uns 5 segundos, até que chega o segundo momento. E o segundo momento é o que gosto mais, porque ele é o momento do "f*da-se ele, fica se quiser".

Mas aí fica aquela tocação de "corneta" eterna. O cara segue, pára de seguir, segue de novo, aí não gosta de algo que você fala e lá se vai ele outra vez e de novo, de novo, de novo...

É uma atitudezinha tão escrota quanto anunciar que vai dar unfollow em alguém. Parar de seguir é um direito de qualquer um, mas recomenda-se que seja feito silenciosamente, caso contrário soa como uma tia lavadeira querendo polemizar com o outro.

Tem um famoso troll que uma vez me mandou uma mensagem mais ou menos assim "Lulz, man, você só tuita coisas que os outros falam? Unfollow, Abs", aí uma meia hora depois leio ele falando assim pra outro "Anunciar unfollow é coisa de p*u no c*, mano".

Do the talk but doesn't walk the walk, sabe como é?

Comigo não. Eu não anuncio unfollow (se já o fiz, me auto-comisero nesse momento por isso), raramente anuncio block (isso sim, tem gente que merece, mas não como faz o Cardoso, que utiliza o anúncio de block como forma de compensar a ausência de orgasmos) e principalmente: sigo quem me interessa, não sigo quem não quero e faço isso independente da pessoa falar ou não o que eu gosto.

E aconselho sempre o mesmo no meu Twitter: esteja à vontade para me acompanhar, mas saiba que sou anti-esquerdista, anti-petralha, não gosto de movimentos sociais, faço humor ácido beirando o rude várias vezes, não tenho paciência com miguxo, tenho pontos de vista radicais e não mudo uma vírgula para agradar a ninguém que não esteja disposto a me pagar uma boa quantia de dólares americanos por isso. E mesmo assim, existem limites que nem isso me fará cruzar.

Agora, ficar fazendo mimimi pra cima de mim achando que isso será alguma grande ameaça, sinceramente, merece unfollow na hora (e sem anunciar).

16 Comentários:

silesef postou 9 de fevereiro de 2010 06:58

É isso aí! concordo com vce e se tivermos que escrever somente o que os outros querem ler seria melhor sairmos do twitter e abrirmos nossa campanha pra próxima eleição.Esse é ou não é um espaço para liberdade de expressão?

josi postou 9 de fevereiro de 2010 07:01

este mundinho virtual beira ao ridículo, às vezes. neguinho quer lotar o álbum de fotos do orkut, por exemplo, e depois reclama dos comentários. o mesmo acontece no twitter, com o 'follow' ou 'unfollow'. estás solicitando a alguém que te siga? NÃO! as pessoas te seguem porque querem, e depois vem censurar? palhaçada! é uma piada!

bjoca!

Rodrigo Mess postou 9 de fevereiro de 2010 07:03

Já me aconteceu isso e olha que nem sou tão "badalado" rs
Muita gente faz isso pra se aparecer mesmo.
Excelente post!

Alysson Braia postou 9 de fevereiro de 2010 07:21

cara, reparei que tem mais de 25 mil pessoas te seguindo no twitter e dentre essas pessoas, vi personalidades internacional!!!... vc não deve falar tanta asneira assim!!! rsrsrsrsss...

abraço!

Talita postou 9 de fevereiro de 2010 07:54

Olha depois dessa tô te dando unfollow viu..
Rs eh brincadeira! Concordo com vc, já aconteceu isso comigo por umas besteiras aí no twitter, mas eu deixei quieto...Apenas não dei atenção àquele pobre ser! Eu posto o que eu quero, to pouco me importando para o que as pessoas vão achar! Se tá nos meus seguidores eh por opção dela, e tem todo direito de sair qndo quiser!

Nana postou 9 de fevereiro de 2010 07:57

bom, você mesmo já me deu follow/unfollow/follow. o que isso quer dizer, então?

Thais postou 9 de fevereiro de 2010 07:58

Vamos a famosa filosofia do cavalo em parada de 7 de setembro: Cague, Ande e Seja Aplaudido!
Bjus e adoro teus posts e twittadas!

@thatypalhano

@maitelima postou 9 de fevereiro de 2010 07:59

Muito bom o post, como muitos outros! Parabéns e eu não vou te dar unfollow! xD

Maurício Targino postou 9 de fevereiro de 2010 08:00

Assino onde?

mvsmotta postou 9 de fevereiro de 2010 08:16

Nana: bad script. É isso. :/

Diego Augusto postou 9 de fevereiro de 2010 09:55

O novo sempre assusta.

o que é Sobrecomum? postou 9 de fevereiro de 2010 10:17

O problema do twitter é que ele ainda está mergulhado no Sisitema Feudal. Eu te indico se vc me indicar, eu te sigo se vc me seguir é puro escambo.

Existem os Senhores Feudais ditando os temas dos TTs e os servos todos fazem o esperado, obedecem.

Mas quando chega um e diz que vc falou besteira e que vai te dar unfolow é porque ele ainda não conheceu a propriedade privada. E a minha conta é minha! Troco o BG, troco o Avatar e troco a Bio sem que ninguém possa interferir.

Várias vezes eu discordo do @mvsmotta mas minha time line não para então... Mas quando concordo, venho aqui e comento. #fato

Paulo R Morais postou 9 de fevereiro de 2010 10:22

Não gostei do que você escreveu... vou dar "unfollow"... huahauhauhua... Brincadeira...

Você não é intragável como acredita ser... prolixo? talvez... mas com conteúdo.

Agora pensando a respeito da comparação que você usou (onanismo), será que existe algum prazer oculto nessa atitude que parece ser tão comum?

E o pior é que podemos acabar nos acostumando com isso tudo.

Solange postou 9 de fevereiro de 2010 11:34

Ácido,apimentado,duro mas acima de tudo um realista.E as pessoas não gostam muito da realidade.É isso.
Você continua sendo fonte de inspiração mas também de inveja para muitos.F...todos!

Sr. Unfollow postou 9 de fevereiro de 2010 13:21

Olá boa tarde @mvsmotta!
Represento um caso desse mencionado.
Ingressei no twitter recentemente e como toda pessoa faz, penso que seja assim, saí em busca de blogs com afinidade. Certamente seu blog como outros de variados temas foram os primeiros dentre minha lista de following.
Depois de alguns dias, já tinha alguns poucos seguidores e dentre eles estava @mvsmotta. Pensei: Meu, o que esse cara com mais de 25000 seguidores iria querer me seguir, meu? Fiquei felizão! Sentia orgulho em saber que o que escrevia era observado e analisado por um usuário avançado. Diante disso, me esforçava, o tomava de exemplo, e percebia qual seria o melhor formato para minhas postagens. Até que.. Hunn! Li uma de suas postagens e engoli seco: Que babaca esse cara, não deixa agente se expressar a vontade poo! KKKK! No meu complexo de grandeza, me senti oprimido por um dos seus twitts. Um daqueles ácidos e incisivos que parecem, e apenas parecem, que são escritos para você. Haa! quer saber meu, pensei.. Vou dar unfollow nesse cara, rss, não vai me fazer falta mesmo, e outra, ele nem vai perceber. Haaa bixo, depois refleti, confesso que não por muito tempo, voltei atrás dei follow novamente... rss! Que mico! ok, mas porque dei follow novamente? Haa... de toda minha lista de following, e penso que ela seja mais ou menos comum para uma grande maioria dos usuários, o @mvsmotta, é um dos usuários do twitter com maior periodicidade, talentoso, com senso crítico e humor atuais, e mesmo de inflame certos egos, e talvez por esse motivo mesmo, é que deve ser seguido. Seguido no sentido mais amplo da palavra. E outra, nada a ver dar unfollow, uma vez que a idéia dessa rede, mesmo que virtual, é expandir e não contrair. Beleza.. estava aprendendo a sistemática da coisa. Mas daí o que acontece, parece que é de propósito. O ilustríssimo Sr. @mvsmotta também nos exclui!! KKKKKK!! BOA! ...vai mané quem mandou excluir o cara! Mas daí reflito.. haa não sei, mas para um usuário avançado que tem dezenas de milhares de seguidores excluir um following não vai fazer diferença quase nenhuma.. Qual seria a razão para tal atitude? Não questiono a atitude em si, afinal cada um segue quem quiser. Entretanto reflito sobre os motivos: Por ser um usuário bastante ativo talvez o ato da exclusão tenha caráter disciplinador, de ordenamento, de como deve funcionar esse site. Ou talvez possa ser uma questão de ego também.
Resumindo. Olha bixo, não vou morrer se não puder me adicionar novamente, eu do meu lado, continuarei aprendendo e seguindo suas postagens. E outra parabéns! Porque para conseguir tantos followers, dar unfollow em um monte gente e ainda causar um bom debate sobre o assunto tem de especialista em propaganda e também em linguagem social. Minha única crítica é a que concerne o tema. Como diz na sua Bio: Inquieto * Objetivo * Primoroso * Criativo * Ácido * Engraçado * Grotesco * Sensível * Indivisível * Eloqüente * Obsceno * Verdadeiro * Mentiroso * Amigo. OK! Ficaria muito melhor se adicionasse * Generoso. Ok?
Abraço, boa tarde!

Sr Unfollow

mvsmotta postou 9 de fevereiro de 2010 13:51

Sr. Unfollow (como eu acho estranho me dirigir a nicks rs),

Primeiro deixa te agradecer: você é uma das pessoas que me fez os elogios mais honestos e as críticas mais bem justas que já vi.

Obrigado por isso e por me dar a satisfação de saber que antes de seguidores, eu começo a ter leitores.

Essa é meu objetivo maior.

Depois, quanto ao follow-unfollow, como já expliquei em alguns posts meus, eu não sou famoso, não era blogueiro até a 6 meses atrás e precisava de alguma forma de chegar às pessoas.

Rodo script e este mesmo script que adiciona as pessoas também deleta quem não segue. Não é nada pessoal, é um bot sem coração algum.

Como disse, faço isso sem maldade e com um único objetivo: atingir as pessoas e faze-las me conhecer.

Só que chegou um ponto em que estava seguindo quase 19 mil pessoas e não dando à elas a atenção que mereciam.

Removi todos, já esperando os "unfollows back" que de fato vieram (perdi mais de 1500 seguidores) e avisei pelo meu Twitter: se você me segue e eu parei de te seguir, fale comigo que te coloco de volta.

Razão disso tudo? Quem me lê e presta atenção no que digo veio e disse "Pô, coé, Motta?!Você sumiu aqui!" e eu já adicionei vários novamente.

Dessa forma, quem me lê efetivamente estará lá e os que apenas "trocam follow" não ficarão.

Creio que você não leu esses meus avisos lá, não porque não me acompanhe (coisa que vi que faz) mas porque eu posso te-los postado em uma hora que você não estava online.

Sendo assim me desculpe por ter se sentido "desprestigiado", porque não é isso e novamente, obrigado por tudo que disse, críticas e elogios honestos são sempre úteis.

Um forte abraço!

 
Template Contra a Correnteza ® - Design por Vitor Leite Camilo