Os tubarões estão nos esperando para jantar

Postado em 20 de abr de 2010 / Por Marcus Vinicius

Ontem eu fiz um post ironizando as críticas do PT ao vídeo comemorativo dos 45 anos da Rede Globo. Ironizei porque achei tudo aquilo surreal demais, conspiratório demais e pensei, na minha inocência democrática, que ficaria apenas na gritaria de um partido que a cada dia mais se assemelha a um culto religioso.

Mas não. Horas mais tarde fui surpreendido com a notícia de que a Globo tirava a propaganda do ar, para não "ser acusada de ser tendenciosa". Ato contínuo, o homem-sanduíche do PT, o jornalista enjeitado pela Globo e acochambrado na TV do Bispo Macedo, Paulo Henrique Amorim, fazia a festa comemorando o sucesso da censura aplicada pela turma do Zé Dirceu à emissora.

Comentei no Twitter que o PT tem viés autoritário, por mais que queira disfarçar suas intenções. Quem não quiser acreditar na minha palavra pura e simples basta observar quem são seus aliados mundo afora.

Como muito bem observou Augusto Nunes em sua coluna do dia 17 de Abril, todas as vezes que o PT (atual titereiro deste vergonhoso Itamaraty de Celso Amorim) precisou tomar uma posição, ele optou por ditadores, genocidas e mitômanos.

Apontava muito bem o artigo que o PT escolheu "a Venezuela bolivariana ao invés dos Estados Unidos, os narcoterroristas das FARC e não o presidente reeleito Alvaro Uribe, o psicopata Muammar Khadaffi ao invés do Tribunal Internacional de Haia, a ditadura dos irmãos Castro no lugar dos presos de consciência, o terrorista italiano Cesare Battisti ao invés dos pugilistas cubanos Erislandy Lara e Guillermo Rigondeaux, o golpista Manuel Zelaya no lugar da Constituição hondurenha, o genocida Omar al-Bashir sobre Darfur dilacerado."

Como se nota, o autoritarismo está no DNA dessa gente. Não é à toa que a escolha da candidatura presidencial do partido caiu no colo de uma ex-terrorista que participava de um grupo armado que tinha como objetivo instaurar uma ditadura comunista do país.

Muitos podem argumentar que Lula e o PT perderam eleições e não optaram pelo golpismo. Que sofreram denúncias da oposição e de veículos de comunicação e nunca instauraram uma ditadura.

Eu respondo simplesmente que eles até hoje não fizeram nada disso porque não tem certeza do sucesso. Essa gente só dá um passo se souber o que os espera ali adiante.

Seu método é mais "garantido" ou será que ninguém percebe o aparelhamento do Estado com dezenas de milhares de cargos, o fortalecimento dos Sindicatos, o seu braço armado no campo representado pelo MST cada vez mais desafiador, a tentativa de criar "Comissões da Verdade" e "controle estatal da imprensa", a formação de um curral eleitoral assistencialista, a satanização dos meios de comunicação?

Tudo isso pode ser resumido na declaração de Lula, que cada dia mais parece enlouquecido pelo poder, de que na Venezuela ditadorial de Chávez "existe democracia até demais".

Um país que fecha redes de televisão opositoras, processa quem emite opiniões divergentes e chega ao descalabro máximo de prender uma juíza e mantê-la encarcerada porque esta concedeu um habeas-corpus para um opositor do Bandido-em-Chefe, é um modelo de "democracia até demais" para Lula.

A retirada do ar da propaganda da Globo pode ser explicada por diversos meios de pressão, inclusive os econômicos dos quais dispõe o Governo Federal. Goste-se ou não da empresa fundada por Roberto Marinho, qualquer pessoa normal sabe que ele não deve ter criado seu negócio em 1965 só para coincidir com uma eleição 45 anos depois, onde um presidente ensandecido e ególatra tentaria empurrar pela goela da nação abaixo uma pessoa desqualificada, despreparada e desequilibrada para sucedê-lo.

Esse pequeno episódio demonstra bem o espírito autoritário do PT. Quem não prestar atenção nisso hoje e ponderar se é este o futuro em que deseja viver, amanhã poderá ser perseguido porque emitiu alguma opinião contrária ao humor dos comissários petistas.

A democracia não morre de um dia para o outro. A democracia não é retirada das mãos das pessoas num ato único, tal qual faz um assaltante.

A democracia morre aos poucos, na construção de maiorias burras, na repressão ao contraditório, nas teorias de conspiração, na supressão lenta e contínua das liberdades, nos planos sorrateiros que são apresentados depois à sociedade como fato consumado. É um processo sutil que quando finalmente é revelado, já é tarde demais.

O ladrão da democracia age como punguista. Se aproxima, distrai e quando você percebe já perdeu o que possuía.

Não deixemos que batam nossa carteira, eles já nos roubaram demais.

5 Comentários:

Pastor Ricardo postou 20 de abril de 2010 09:09

Brilhante seu texto!
O que se pode esperar de um presidente que diz que ninguém tem ética em seu país? E o pior: ninguém fez nada! Afinal, Lula uma vez (por ocasião de mensalão, chefe de gabinete fazendo gesto obsceno, segurança Freud, sei lá em que episódio) falou que "tava pra nascer no Brasil alguém que poderia falar de ética" com ele. Falou, saiu na TV...
Fiquei indignado quando ele disse isso. Esperei ele para um cafezinho no meu sofá, onde ele seria muito bem tratado, sem seguranças, MST, Centrais Sindicais ou sei lá o que mais, para ouvir de ética, porque em 25/05/1974 nasceu alguém neste país que pode falar de ética com ele. E sei que em outras datas nasceram muitos outros. Ele desrespeita eleitores e opositores e fica tudo em ordem? Chega do Império!
abraços!

Airton Krauniski postou 20 de abril de 2010 09:11

Caro Marcos.

Compartilhava a mesma inocência democrática e por conta disso ajudei o sr Lula a se eleger no primeiro mandato. E me sinto como alguém que alimentou cobras que vieram a me envenenar. Sua argumentação baseada nos fatos é incontestável. O PT, representado pelo sr Lula age dentro das normas dos manuais imperialistas americanos: -Um sorriso no rosto e um porrete na mão. Mas vou além, supera o tio sam na hipocrisia em se auto proclamar um governo com foco nos anseios populares.É de fato um governo populista que visa a construção de maiorias burras. O PT anda de mãos dadas com o que é de pior em matéria de autoritarismo, como bem exemplificou e deve ser combatido por todo ser humano de bem. Mas tenho uma visão democrática menos inocente e usarei a pouca influência que tenho para demover o maior número de voto que esse nefasto governo amealhou. A justiça humana é falha e corruptível. Tenho fé na justiça divina que tarda mas não falha. A fornalha fica mais quente a cada momento que passa e quanto mais tempo esperar maior será a aflição da corja petista.

viralata postou 20 de abril de 2010 10:12

A Globo podia fazer uma campanha nova, tipo 44+1 e atolar essa malta petista! que lixo de pensamento retrógrado e ditatorial desta raça!!!

Sandro Santos postou 20 de abril de 2010 11:56

Falou tudo, brother! Sem comentários adicionais. É exatamente essa clareza de linguagem que eu gostaria de possuir. Valeu.

Suely postou 20 de abril de 2010 16:07

Eu realmente amo seus textos porque eles expressam muitos dos meus pensamentos.
Mas não é porque de maneira geral concordo contigo que gosto deles.
É porque você apresenta argumentos consistentes, provas irrefutáveis de que conhece bem sobre "o quê" está falando.
Não é possível que a sociedade brasileira não consiga enxergar o que está sendo tramado e não reaja.
Precisamos agir contra essa corja. Precisamos, pelo bem do futuro de nossos filhos e de nosso país, expulsar a escória que se instalou no poder.
Obrigada por dar voz aos meus pensamentos.
Parabéns pela clareza de expressão.

 
Template Contra a Correnteza ® - Design por Vitor Leite Camilo