Eleição 2010: Serra, Dilma, Ciro ou Ultimate Fight-Brasília

Postado em 22 de out de 2009 / Por Marcus Vinicius

E o presidente Lula resolveu antecipar mesmo a campanha. Nada contra, afinal ele pretende elevar um peso-morto sem a menor expressão política (e sem nunca ter recebido um voto sequer antes) ao mais alto cargo do país.

Este aliás é só mais um traço da maior característica que identifico em Lula: a sua vaidade desmedida, que talvez seja até o contraponto ideal ao seu imenso complexo de inferioridade, seja por ser um "retirante" nordestino, seja por não passar muito de um semi-analfabeto.

Mas vamos adiante.

O presidente resolveu que vai medir forças com o bom senso em 2010. Tentará eleger uma mulher sem carisma, ex-terrorista, antipática e sem nenhuma experiência eleitoral como sua sucessora. Porque?

Simples e já bastante debatido: se vencer, provará que é "o cara", tendo elegido um poste. Se perder, terá levado um poste bem mais longe do que qualquer um sonhou e estará pavimentado o caminho para sua "volta triunfal" em 2014.

Lula é um excelente petista nesse sentido. Pensa mais no projeto de poder do que no de país.

Canso de dizer que nem desgosto da pessoa dele e sei que o governo dele foi bom até pra mim, mas me pergunto até quanto ele não foi ajudado por um país já sem o passivo de tantas estatais semi-falidas, com uma economia já arrumada pela Lei de Responsabilidade Fiscal e a política monetária, um país então mais bem preparado para crises do que estava na época de FHC.

Lula importou programas e políticas de FHC in totum.

Seja o seu Bolsa Família, seja o PAC das cidades históricas, seja o câmbio flutuante e a política de juros, o que o PT fez ao chegar ao poder, e nem o culpo por isso e até chego a agradecer, foi jogar no lixo tudo o que prometia e seguir com a política que era usada na época do governo tucano.

Mas sobram perguntas.

O país poderia ter crescido mais sem o freio de mão puxado por Palocci e depois Guido Mantega que sempre o mantiveram lá no alto? Enquanto crescíamos 4%, 5% no pré-crise, não poderíamos ter crescido 8%,9%?

Tudo isso é exercício de suposição, mas o fato é que o Brasil está economicamente melhor hoje do que há 15 anos por méritos de Lula e de FHC.

Resolvida essa questão, sobra a questão da ética.

O PT foi durante quase 3 décadas o inspetor de colégio interno da política brasileira. Seus barbudinhos chatos estavam em todas as CPIs possíveis, gritando contra tudo o que viam.

Exerceu uma oposição sistemática e raivosa e tinha como principal ativo político a máxima de ser o "partido da ética".

Mensalão, Gautama, José Dirceu, Delúbio, dólares na cueca e mais tantas outras excescências depois, o PT hoje é o partido que tem no seu dono (Lula, é claro) alguém que defende Renan Calheiros, José Sarney e Fernando Collor e diz até que se fosse brasileiro, Jesus Cristo faria alianças com Judas, talvez para justificar ele mesmo ser um legítimo Judas da ética que tanto defendia.

Anthony Garotinho, diga-se de passagem outra chaga supurada em forma de gente, disse uma vez que o PT era o "Partido da Boquinha". Noves fora a horripilante persona que representa, o famigerado ex-governador acertou em cheio.

Como bem adora dizer o "coroné" Lula, "nunca antes na história desse país" um partido aparelhou tanto o Estado e nunca colocou tanto papagaio de pirata pendurado em cargos de primeiro, segundo, terceiro e até vigésimo escalões.

Vide o que a Petrobras se transformou sob o reinado petralha.

Petralhas aliás parecem que o tempo inteiro estão desestabilizando o país na oposição indo contra tudo ou então tentando pilhá-lo na situação, preenchendo cada cargo disponível com alguém do aparelho partidário.

O maior deserviço de Lula ao país é este: oficializar e transformar em "normal" toda e qualquer basculheira que seria inadmissível em um país sério.

Por melhor que esteja a situação econômica de uma nação (e nem estamos tão bem assim), não se pode prescindir de valores morais em troca disso, ou então a nação inteira torna-se nada mais do que uma prostituta.

No caso do Brasil, nosso ignorante e carente povo é uma prostituta bem barata, porque em troca da esmola do Bolsa Família sufraga um presidente que jogou latrina abaixo todos os valores que dizia lhe serem caros.

Junte-se a isso a sua amizade declarada por proto-ditadores salafrários como Hugo Chávez, Rafael Correa, Evo Morales e Fernando Lugo, indo inclusive contra os interesses dos brasileiros para sustentar essas amizades, permitindo sequestro de empresas e cidadãos e que a economia e o contribuinte brasileiro sejam lesados criminosamente e temos aí um coquetel potencialmente perigoso.

Pegue um partido que jogou a ética no lixo, que possui um braço quase armado como são os baderneiros do MST, sustentados com dinheiro público, que não se envergonha de aparelhar o estado e que tem sempre acima do país o interesse partidário e una a um presidente autoritário, personalista e que devora até mesmo aliados em prol do seu projeto de poder e temos aí a essência do império petralha.

Esta campanha antecipada, indo contra todas as regras e leis do país, esse deboche à justiça e à noção de alternância de poder, só nos prova que Lula só não faz o que Chávez e o resto da quadrilha bolivariana pratica em seus países, porque não tem cojones para tal e não tem certeza de que seria bem sucedido.

Se tivesse esta certeza, tenho minhas dúvidas se não estaríamos vivendo no Brasil mais uma maldita experiência bolivariana.

É por esta razão que o PT merece ser derrotado nas eleições do ano que vem. Ainda que aparentemente não exista nada muito diferente dele em termos de ética, mas a democracia brasileira pede que, pelo menos, troquemos as moscas de vez em quando.

Que venham novas moscas então.

5 Comentários:

Lika Poetisa postou 23 de outubro de 2009 10:57

Adorei o seu texto. Na verdade já acompanho seu blog há algum tempo mas não tinha comentado ainda. Preciso dizer que me identifiquei muito com as suas palavras escritas neste post. Concordo contigo, o PT precisa ser derrotado, mas é preciso também que a população brasileira aprenda a votar e escolher direito os candidatos (por mais difícil que pareça!) e não deixar se levar pelas marolinhas ditas por alguns ou que idéias de "eu não sabia" acabem influenciando nossos votos.
Enfim, né? Estamos no Brasil, na terra do jeitinho brasileiro, talvez a 'carismática' do nosso atual presidente conquiste de novo (argh!) as urnas nas próximas eleições, mas sinceramente, espero que o carisma do barbudinho "esse é o cara" perca o brilho até os dias que precederem as eleições 2010, pq senão poderemos ter que aturar um poste nos representando e de boa, isso, ninguém merece! Abraços, Lika.

Solange Baumer postou 23 de outubro de 2009 12:47

Caraca,é o terceiro comentário que tento escrever...deletei os 2 anteriores sem querer kkk
O PT deve ter como diretriz principal o lema "Faça o que eu digo,não faça o que eu faço".Aqui em minha cidade,que não é tão grande,nem tão pequena.(500 mil).Inventaram de votar no PT.Se f...quem votou e quem não votou,junto.Na gestão anterior (psdb) eles barravam qualquer coisa,que desse créditos futuros ao prefeito da época.Agora está sentindo na carne,pois está levando o troco.KKK
Espero apenas que esses milhares de aposentados,e usuários das bolsas,não caiam mais uma vez na converssinha fiada desse homem que usa o nome de Jesus pra fazer discurso.Não sou religiosa,mas achei uma tremenda falta de respeito.
Beijos amore...

moderador postou 23 de outubro de 2009 13:50

Muito bom , continue assim que você vai longe.
Parabéns pelo texto.

Elaine postou 23 de outubro de 2009 17:11

Tem também o fato de que o 'poste' ganhando, o poste não governa. Vai ter gente muito maior mandando nela e por ela, como já acontece com o 'prisidenti', mais um motivo pra eleger alguém q não tem a menor noção do que vai fazer se chegar lá.
Tomara que não chegue.
Bjo.

Hilton Neves postou 26 de outubro de 2009 15:53
Este comentário foi removido pelo autor.
 
Template Contra a Correnteza ® - Design por Vitor Leite Camilo