Gente bem humorada demais me deixa de mau humor

Postado em 15 de abr de 2011 / Por Marcus Vinicius

Eu tenho medo de gente que só vive de bom humor.

Nada pode ser mais anormal do que alguém que vive rindo o tempo inteiro. Não me entenda mal, não sou contra a felicidade ou, em termos mais na moda, um eudaimoniafóbico.

É que se eu não entendo quem ri de qualquer coisa e tenho um certo medo de quem ri sem motivo aparente, fico totalmente paralizado diante de alguém que nunca pára de rir. Mas não é só o riso, é uma espécie de efusividade que geralmente acompanha essas pessoas.

Um bom humor meio opressor, como se para elas não houvesse uma segunda-feira de manhã, uma reunião de última hora, um trabalho para depois do expediente, engarrafamento, impostos, multas, filas, nada.

O mundo deles é uma mistura de Disneylandia com a Noviça Rebelde.

Você está de ressaca, querendo botar para fora todas as refeições do último mês? Eles estão na boa, te chamando pra dar uma corridinha na praia. Você acabou de transar e quer dar uma dormida? Se sua namorada for uma dessas, provavelmente vai querer sair pra dançar. Você está no meio de uma briga com seu melhor amigo? O bem humorado vai se meter no meio e chamar vocês dois pra fazer uma rodinha de violão.


Velório? Batida de carro num poste? Audiência de divórcio? Enchente na Marginal? Telemarketing às 8:00 da manhã de um Sábado? Reunião de condomínio? Esqueça. Você jamais verá um cara desses soltar um simples muxoxo.

Lidar com gente assim é difícil. Você pode andar com eles na rua, debaixo de um calor de 40 graus e sem conseguir achar água gelada pra beber e eles estão 100% "na boa". E se você ousar ficar de mau humor e reclamar, vai levar uma lição de moral do tipo "saiba que no Marrocos existem pessoas que precisam sobreviver dias a base de xixi de camelo, nós temos sorte de só estar há duas horas sem água gelada, sorria, olha que dia lindo!".

O conceito de "um dia lindo" aliás separa bem os bem humorados compulsivos das pessoas "normais": o que para eles é "lindo", pra mim possivelmente será um calor de forno de siderúrgica.

Eles são obcecados pelo lado bom de tudo. São consumidores ávidos de auto-ajuda e acreditam mesmo que problemas são oportunidades, que devagar se vai ao longe e que é preciso rir dos nossos problemas.

Uma pessoa assim é capaz de ir pra uma aula de aeróbica às 5:00 da manhã no maior pique e de sair de um exame de próstata dizendo um "até a próxima" com um sorriso no rosto. Eles me dão medo, sério.

Porque se tudo é motivo para sorrir, bem, então até um tsunami tem um "lado bom". Sei lá, pode ser exagero, mas pra mim eles são capazes de tudo, se é que são mesmo desse mundo e não uma invasão alienígena que vai nos convencer da felicidade que é ser transformado em zumbi-escravo do grande Zod.

Já eu , sujeito "péssima praça" que sou, penso bem diferente.

Eu prefiro acreditar que problemas só são oportunidades para me irritar, que devagar até o Rubinho te passa e que pra rir de problema, só se for dos outros.

7 Comentários:

Anônimo postou 15 de abril de 2011 12:10

KKKKKKKKKKKKKK!!!Cara, você é uma figura...Você pode negar, mas não dá pra evitar que todo esse seu negativismo é muito engraçado!!!Gostei do texto e achei bem sincero. Realmente dá medo das pessoas que conseguem levar tudo numa boa.Eu vejo alguém assim e me pergunto: "Qual é?Esse cara só pode tá aprontando alguma!!!" Talvez por não conseguirmos ser iguais a eles, talvez porque ser iguais a eles seja uma superficialidade total (Porque eu acredito que é impossível você acordar 100% e dormir 100%...E os problemas?TODO MUNDO TEM PROBLEMAS!!Se eu nunca vi uma pessoa com problemas é porque em algum momento ela foi muito falsa e superficial comigo)

Raquel postou 15 de abril de 2011 12:23

Muito bom, e concordo plenamente! Não há nada pior no mundo do que pessoas com excesso de felicidade...haha

Tuka Siqueira postou 15 de abril de 2011 12:33

Mas que todo o seu mau humor é muito engraçado, isso não dá pra negar!
Eu tenho um pouco de tudo, sou ranzinza e mau-humorada de um modo geral, mas acabo me convencendo do lado bom das coisas e "tento" aprender algo com as coisas ruins que me acontecem. Mas nunca, em momento algum da minha vida, você vai e ver acordar igual chefe de excursão dando bom dia à poste.

Abraços. Bom final de semana!

Tatiana Lima postou 16 de abril de 2011 05:39

O mais frustrante é a falta de compreensão destes, tão bem humorados, não conseguem sair da "neverland" em que vivem, para enchergar que não queremos mudar.

Prefiro ter o humor abaixo da normalidade "picadeiro" e constante, equilibrado. E não quero mudar ninguém, respeito a individualidade.

99% dos dias, não queremos mudar nosso humor, ou "solidão", só queremos paz...
Em um mundo perfeito, todos seriam introspectivos e pararíam de brigar para que os demais façam suas vontades.

Adorei seu blog Marcos.

Bjs

Gustavo Ca postou 16 de abril de 2011 05:48

Bom, há problemas e problemas.. alguns realmente só servem pra atrapalhar seu dia, outros podem ter um lado "aproveitável".
Mas esse bom humor crônico parece que é coisa da época, principalmente no ambiente virtual: todo mundo quer ser engraçado, o tempo todo, e do outro lado, vc é obrigado a rir de tudo, e se discorda, pronto: é o Senhor Chato-Sério-Mau-Humorado. Já passei por isso muitas vezes, por não achar graça em coisas de que todo mundo estava rindo. Não vêem que quem ri de tudo é que tem algo errado. Tem mais palhaço na platéia do que no palco.

Maysa postou 18 de abril de 2011 12:35

Toda vez que eu faço um comentário sobre problemas de qualquer ordem, me chamam de derrotada ou vítima...
Acho que é por isso que cada dia ando mais calada e mais triste. A moda é ser feliz!...
Parabéns, hoje você mexeu comigo mais do que deveria...
Bjs Angela Vieira

Marlo de Sousa postou 20 de abril de 2011 16:39

Gente assim me cansa. Não confio em ninguém que não se dá ao direito de um dia ruim. Não é gente de verdade.

 
Template Contra a Correnteza ® - Design por Vitor Leite Camilo