Comprar xingling vale a pena?

Postado em 28 de jan de 2010 / Por Marcus Vinicius

Ontem a Apple, fábrica de sonhos de consumo, através de anúncio do seu CEO Steve Jobs, alvoroçou o Universo Nerd, a constelação das empresas de tecnologia, o mercado financeiro e talvez até Plutão tenha pensado em voltar a ser planeta com a apresentação do iPad.

O tablet da Apple chegou com um monte de inovações, rapidez, confiabilidade e aquele design descolado que todo amante do iPod ou do iPhone já conhecem. Chegou para motivar a criação de um monte de vaquinhas online e para transformar o até então "bambambam" do pedaço que era o Kindle na Beth, a feia.

Tudo bem que o iPad é um passo à frente do Kindle, mas não vou entrar em detalhes técnicos porque não é a minha praia e também porque não faltarão sites, blogs e jornais bem mais habilitados que eu a fazê-lo, então continuemos o assunto.

Como disse, ele será objeto de desejos e até de algumas masturbações (não duvide da mente de alguém que passa uma semana dormindo numa barraca azul dentro de um ginásio) e também de muitas, muitas cópias.

Aconteceu com todas as gerações do iPod, aconteceu com o iPhone, fatalmente acontecerá com o iPad (talvez em menor escala porque a tecnologia é mais complicada).

Mas tudo isso só é gancho pra falar sobre uma pergunta que de vez em quando me fazem e que eu respondo de forma tão direta, que pode ser confundida até com rude, mas não é: "Dá no mesmo comprar um mp3, mp4, mp5, mp6 mpQP desses fabricados na China do que comprar um iPod, que é muito mais caro?".

Minha resposta sempre é: dá no mesmo se você acreditar que colocar um logo da Audi num Fusca o transforma num A3.

Não interessa quanto custa. Se custar R$1,00 e o iPod R$501,00, essa economia de 500 reais não compensará as orelhas de burro que você sentirá crescer depois que começar a mexer naquela joça.

Esqueça capacidade de armazenamento, esqueça o chassis que será parecido, o que está dentro é que importa e a alma dessas imitações já está condenada ao inferno desde que saem da fábrica.

Você liga, coloca a música e vê uma espécie de equalizador misturado com dial de rádio AM, os vídeos passam num espaço que ocupa 1/2 da já diminuta tela, a clickwheel (aquele disco que tem no meio do iPod) é só click, porque se você tentar deslizar o dedo verá que não é sensível como no tocador da Apple, sem contar que é quase impossível organizar pastas.



A memória flash vagabunda também te fará perder algumas músicas caso sacuda demais aquela porcaria, enfim, vai acabar virando calço de mesa bem antes do que você pensa.

Meu conselho pra todo mundo que quer ouvir música enquanto vai e volta do trabalho, faz sua corrida diária ou vai para a praia ou academia e não tá com grana pra comprar um iPod no momento é: pegue um desses pendrives com mp3 (o iPobre) e junte uma grana até poder comprar o original.

Porque o barato sempre sai caro (chavãozinho fdp que eu aprendi nesse caso por experiência própria, pois no início pensava "ahhh esse negócio de Apple é bobagem") e com certeza você não vai se arrepender do investimento.

14 Comentários:

Solange postou 28 de janeiro de 2010 02:33

Xingling só é interessante pra quem vende.Quem compra geralmente se ferra.Não digo porcarias de plástico que vc compra sabendo que não vai durar muito mesmo.Mas em se tratando de produtos que desejamos que sejam duráveis,melhor não arriscar.A menos que vc tenha muita paciência e muito dinheiro pra jogar fora...aí vá fundooo.

Rafaewh postou 28 de janeiro de 2010 03:54

Concordo com tudo! Muito bom. Ri bastante! Mas é o que você disse o barato SEMPRE sai caro. Eu sempre tento comprar os produtos da Apple. Não há nada mais agradável do que ouvir música num iPod. Pena que é bastante caro. Mais vale apena cada centavo. iPad *-*

Dinho postou 28 de janeiro de 2010 05:15

sem sombra de duvidas , não vale a pena e digo por experiencia propria
comprei alguns ipobres no decorrer da febre do mp3, o que mais durou foram 3 meses , isso sem falar no portugues de macau , depois de algumas cabeçadas resolvi investir em um ipod da apple , fazem 3 anos e ele continua como no dia q comprei som nitido, qualidade excelente e sem falhas se nesse periodo eiu resolvesse continuar nos xingling eu ja teria pago 2 ipods e teria 35 carcaças malditas na minha casa, vale mesmo juntar e comprar algo de qualidade do q fazer economia porca e burra

Anônimo postou 28 de janeiro de 2010 06:03

Adoro meu iPod! ótimo post.

Filippe postou 28 de janeiro de 2010 06:06

Sempre pensei que seria feliz sem um iPod... e até era.
Até gastar 900 reais num ipod touch 2G... até hoje não sei como vivia sem aquele troço... e ouvir música é o que menos faço no gadget.

A grife aqui faz a diferença

b. postou 28 de janeiro de 2010 06:12

Também concordo... Eu sou uma nerdinha bem pobre que prefiro não ter a ter o genérico. Besta eu? Não, apenas acho que não vale a pena. Como designer de moda que sou, ouço o mesmo discurso com as Melissas, por exemplo. E nem entro em méritos como dar chulé ou não, tooodas dão (pra quem tem)...rs. É só que acho muito, muito bobinho mesmo ostentar uma cópia só pra estar "in" por poucos segundos, até que perceba a caca que fez por um cover made in Corea. E isso vale pra tudo, só tenho 1 vibrador, e é um Elise, da Lelo.com Amo, tenho pq ganhei! Não gastaria 800 paus em um vibro, me contentaria em fazer por onde ter 800 ao vivo... rs.

b. postou 28 de janeiro de 2010 06:18

Ah, sou tão desligada... Ontem ganhei um Ipod de 8Gb num concurso do BlogBlogs, queria ganhar o MacBook, mas enfim, fiquei feliz tb. Não dá pra ser Geek pobre... rs. Assim, só dá pra ser voyeur... rs.

+Cesar Imagineering postou 28 de janeiro de 2010 08:18

Concordo absolutamente. Além de possuir um produto de qualidade imensamente superior e que dura, no mínimo, 10 vezes mais do que qualquer cópia, comprando produtos originais damos valor ao pessoal lá do Vale do Dilício que perdeu uma boas noites de sono pra nos trazer esses gadgets incríveis! Não sei como vivia antes de comprar meu primeiro iPod, um nano em 2007, e agora não sei mais o que era a vida antes de ganhar um iPod touch! Excelente post, parabéns!

Isabel postou 28 de janeiro de 2010 08:24

Hummmm, boas dicas.... E falando nisso, quando vou ganhar o meu iPod????? hehehe
Beijos

Willyan Cordeiro postou 28 de janeiro de 2010 09:45

E que venha o HiPad. Então, como você disse no final, a pessoa não vai arrepender do investimento. Não to falando o iPad, mas da Apple em geral. No "começo" eu também pensava que era tudo igual, mas depois do meu primeiro iPod Nano, 3ª geração, aquele gordinho, pude ver que Apple não é somente marca, é praticamente um estilo de vida tecnológico, e que por mais que os xinglings façam cópias, nunca, nunca mesmo, chegarão perto do original. Então meu conselho seria o mesmo que você deu: Junte uma grana e compre o original, pois a expencia será muito melhor. Muito mesmo!

Danilo B. postou 28 de janeiro de 2010 11:06

Eu tive um MP4 da Santa Efigência (a China de SP) que durou 2 anos, até que eu derrubei no chão e quebrou o volume. Paguei 75 reais, ou seja, daria pra comprar vários desses pra chegar no valor do Ipod.

Agora estou com outro MP4 vagabundo de 2MB e por enquanto não tenho do que reclamar. Ouço minhas músicas, meus podcasts e se eu quiser assistir filmes, vejo na TV ou no computador.

Pra mim, a única utilidade do Ipad é poder ler livros digitais, o que não me fará comprar essa porra. O Kindle vai ficar mais barato no Brasil por conta de uma lei que vai tirá-lo dos altos impostos dos eletrônicos e o colocará na mesma categoria de livros, então logo mais eu compro o meu.

parla marieta postou 28 de janeiro de 2010 12:00

O pessoal esnoba o aparelhinho fake.
Adorei a analogia do audi com o fusqueta.
Você é ótimo.
beijinhos.

Marina Almeida postou 28 de janeiro de 2010 12:48

Eu, por exeperiência própria, me ferrei com esse negócio de xingling. Comprei uns três tocadores de mp3! Todos pararam de funcionar, sem conserto.
Tomei vergonha na cara, comprei um Ipod original da Apple e estou felicíssima, pois nunca deu problema.
Não vale a pena comprar produtos de camelô. Melhor juntar a grana mesmo!
Besos!

Anônimo postou 28 de janeiro de 2010 17:57

Tenho um iPod com defeito e acabo de comprar um sansa clip+ para não ficar na seca enquanto espero o conserto. O sansa é um bom player e mais em conta que os iPods. Fica a dica.

 
Template Contra a Correnteza ® - Design por Vitor Leite Camilo