Para Cuba e Venezuela, com carinho

Postado em 14 de nov de 2009 / Por Marcus Vinicius

Comprei o livro "De Cuba com carinho", de Yoaní Sánchez, já esperando ler coisas que comprovassem os motivos do meu horror ao regime ditatorial cubano.

Sabia que alguém que nasceu e cresceu sob a sombra sinistra da opressão, da pobreza e da privação, estariam imunes à propaganda mistificadora repetida pelos sátrapas do regime comunista dentro do país e pelos imbecis ignorantes e/ou mal-intencionados de fora.

Num dos trechos ela desenvolve uma idéia da qual compartilho totalmente: que uma revolução que dura intermináveis 50 anos, não é uma revolução e sim um gigante autofágico que regurgita repressão.

Vejo a Venezuela caminhando para isto. Camadas ignorantes sendo atiradas através do ressentimento fomentado e estimulado pelo chefe do país, interessado em dividir para conquistar e subjugar, em uma pobreza e uma indigência cada vez maior, cada vez mais sem retorno.

E a reboque desta falsa democracia, indefesa sem os contrapesos que a resguardem da turba, uma nação caminha para a fome, para a escassez, para o racionamento, para as filas, em marcha a ré rápida rumo ao século passado, século que aprisiona Cuba ainda em sua primeira metade.

Bolívia, Equador, Nicarágua, entre outros, caminham para este triste fim.

Em nome de um tal "bolivarianismo", suprime-se a alternância de poder, a liberdade de imprensa, o direito ao contraditório, a obrigação ao questionamento. Semeiam com o vento do embuste, a tempestade da ignorância coletiva.

Exceção à corajosa Honduras, que soube utilizar a maior e melhor arma contra este assalto à democracia utilizando seus próprios meios para dilapidá-la: a letra da lei.

No Brasil muitos adorariam viver este bolivarianismo. Falta-lhes apenas coragem e certeza de sucesso para tal no momento. Caso esta certeza apareça, a coragem virá a reboque.

A coragem dessa gente depende da quantidade de seguidores que possuam.

Dizem que em Cuba não existem analfabetos. Verdade. Mas também não existem serviços básicos, sua medicina tão falada no exterior é inacessível ao cidadão comum e a vida levada fora dos balneários e resorts de Varadero é bem menos glamourosa do que o turista que passeia pelo país em ônibus refrigerados fumando seu charuto Cohiba pode suspeitar.

Tanto que a própria Yoani sugere em seu livro que os turistas comprem um pacote turístico que poderia se chamar algo como "Cuba Real".

O indivíduo ficaria no calor sem nem um ventilador por causa do racionamento energético, esperaria 3 dias por uma passagem de ônibus para viajar pelo país, teria direito a 300 gramas de peixe por mês para se alimentar e, como brinde, um pão racionado por dia.

Talvez se os esquedopatas brasileiros fossem viver esta verdadeira experiência revolucionária, longe do oba-oba festivo que vivem aqui com a sua pelegagem, não seriam mais os mesmos na volta.

Esta velharia é a grande "novidade" apresentada pela América do Sul para o mundo, através de discursos tão virulentos quanto falsificados.

Cuba tem a sua cota e a Venezuela a cada dia paga mais uma prestação dessa passagem rumo ao atraso.

Quem mais será vítima destas "velhas novidades"? E até quando haverá terreno para este tipo de embuste?

Porque das revoluções que não sabem a hora de virar história, sobram somente os uniformes dos ditadores e das forças de repressão. Todos terminam caquéticos, menos estes uniformes, sempre brilhantes, sempre engomados, sempre novos e vistosos, como que para contrastar com tudo o que agoniza, carcomido, à sua volta.

5 Comentários:

Danilo B. postou 16 de novembro de 2009 09:23

Li hoje mesmo uma matéria no Link sobre essa Yoani Sanches.

Me espanta o fato d'ela não estar presa, considerando que ela nem pôde sair de Cuba para receber seus prêmios.

Se tem uma coisa me enoja mais que o fundamentalismo religioso, são os países comunistas/socialistas.

Parabéns pelo texto.

Anônimo postou 16 de novembro de 2009 10:02

Gostaria de fazer uma ressalva ao seu belo texto: aqui, há muitos vagabundos COM CORAGEM para implantar o mais cruel regime já criado, o comunismo. Há a grande mídia que acoberta os crimes dos petralhas e uma legião imensa de sindicalistas esquerdistas, além de milhares de professores comunistas em todos os níveis.
Enfim, acredito, INFELIZMENTE, que após o encabrestamento do Judiciário, nada mais nos caberá fazer. Comunismo chegando. Quem puder, que vá embora do país.

Marcos

Christiano Oliveira postou 16 de novembro de 2009 12:25

Tenho negócios na Venezuela, sempre estou viajando para lá.

Realmente o povo esta pagando um preço muito alto por esse bolivarismo, o idealismo é muito bom, mas o caminho para ele é sua propria destruição - pois passa por imposição, destituição e muita corrupção.

O governo (não o povo) se orgulha em dizer que sua gasolina é mais barata que a agua (com 2 US$ se enche um tanque de 40 litros).

Alguns beneficios para o povo:
- Custo de serviços básicos como agua e luz, tem custo fixo baseado no tipo de residencia e na região que vive, assim... que mora em uma casa simples de uma região pobre, paga X por todos estes serviços, indepentende do consumo.
- Sistema publico de ensino superior, que tem uma otima qualidade tem prioridade para pessoas que cursaram o mesmo tipo de ensino, e o sistema é de curriculo (ou seja, não adianta resolver estudar nos ultimos 2 ou 3 anos, tem que estudar bem a vida toda).

Por outro lado... o governo crucifica o povo, segurando um cambio de dollar impossivel.

No oficial o 1 dollar = BsF 2.15.
No livre (paralelo) pagam de BsF 5 a BsF 7.

Como o proprio governo não tem recursos para segurar os gastos em US$, bloqueia em US$ 2.000,00 os gastos anuais de cada cidadão, alem de criar barreiras para que os mesmos viajem para fora do pais. (muito parecido com o que aconteceu a Cuba).

Partindo também da mentalidade militar de Chaves, ele busca destruir pessoas e não idéias - assim, espalha o medo nas pessoas que não compactuam de seus ideiais, evitando que se organizem para tira-lo do poder - coisa que a cada dia se torna mais dificil.

Roberto Penassi postou 22 de março de 2010 09:36

Ola! Gostei muito do blog! Os artigos são bem escritos,de leitura rapida e agradavel. O autor (dono do blog) tem uma visão de mundo bacana, da qual me identifico. Acho muito importante alertarmos o maximo de pessoas possiveis sobre o risco que a esquerda representa para a saude da sociedade e que mais que depressa precisamos nos livrar desses bufões filoditadores que estão apitando por aqui.

Uma pena vivermos em meio a esse caldeirão de idiotas, no qual, se tornou esse País, porém é confortante encontrar pessoas honestas e que pensam e falam as verdades que a grande imprensa e meios de comunicação não tem coragem ou não quer nos dizer.

Espero que Deus nos salve dos canalhas e ilumine os ignorantes para que não os mantenham no poder.

Grande abraço!

Assim como o blog do Reinaldo, esse aqui, sem puxar o saco, se tornara meu destino de leitura diaria.

mvsmotta postou 22 de março de 2010 10:05

Roberto,

Obrigado pelas suas palavras e por me colocar ao lado de tão nobre companhia!

Vamos à luta! A canalha aqui não passará!

Abraços,

Marcus

 
Template Contra a Correnteza ® - Design por Vitor Leite Camilo