São sapatos (altos) de dança para criança...

Postado em 1 de dez de 2009 / Por Marcus Vinicius

A singela frase acima foi dita por Katie Holmes, esposa do esquisitão-galã Tom Cruise, acerca da polêmica foto em que sua filha, Suri, que tem apenas 3 anos, aparece usando sapatos de salto alto.

Nem vou entrar no mérito desse caso específico, porque acho que todas as esquisitices que vierem desse casal são quase impossíveis de me chocar.

Mas essa história me lembrou algo que penso faz tempo: a perda precoce da infância. No meu tempo (e nem faz tanto tempo assim), a gente com 11, 12 anos ainda pensava mais em jogar bola, correr atrás de balão, falar bobagem entre amigos.

Tudo bem que um pouco depois disso só pensávamos em "ficar", namorar, etc, etc, mas também já era hora, né?

Só que atualmente a erotização e a "adultização" das crianças acontece cada vez mais cedo, e algumas já começam a emular trejeitos dos adultos antes dos 9. Preocupações como maquiagem, roupas, "pagar mico" entre outras aparecem precocemente, estimuladas pela TV, pela sociedade e, se não estimuladas pela família também são muito pouco combatidas por esta.

Eu acho triste ver menininhas vestidas como "mini-mulheres", de sapato alto, batom, roupas provocantes, coladas, agindo como se já fossem moças.

Parece que os meninos sofrem menos com isso e tem direito a um pouco mais de infância, todavia bem menos do que na minha época.

A vida é pra ser vivida em sua plenitude, todas as suas fases tem belezas e pequenos desastres, mas estes formarão a pessoa que seremos um dia.

Pulando etapas, o que se vê é a formação desses adultos cada vez mais infantilizados, homens e mulheres de mais de 20 que se comportam como bobalhões, talvez numa tentativa torta de resgate do que lhes foi roubado.

Não sei, sinceramente, qual o benefício que pode existir em abreviar um dos períodos mais felizes e gostosos da nossa vida, período que sempre lembraremos com saudade e gratidão.

Seja a filha do Tom Cruise e da Katie Holmes, seja o filho do Zé das Couves, sejam as nossas crianças, todas elas tem direito a uma infância plena, sem se vestirem como micro-adultos e muito menos anteciparem uma maturidade que terão o resto da vida pra viver e padecer.

11 Comentários:

..djneeto ' postou 1 de dezembro de 2009 06:19

Muito bom o texto!
Difícil é saber que tudo isso está acontecendo e não poder tomar nenhuma providência...

Rejane Sanolli postou 1 de dezembro de 2009 06:23

Triste né...
feliz fui eu que brinquei de Barbie até os 15 anos e dei meu
1ºbeijo com 18 !Espero em Deus que possa ter filhos e criá-los com juízo e que eles tenham uma infância saudável como a minha!
Rejane.

Carlinha postou 1 de dezembro de 2009 08:32

Muito bom mesmo o post.
Fico triste e preocupada de ver essas crianças sem infância!

Era tão bom na minha época... brincava de boneca até os 15 tbm igual a Rejane.

juliana postou 1 de dezembro de 2009 08:43

os únicos responsaveis pela mudança de atitude das crianças são os pais. Não é incomum que muitas crianças se sintam incomodadas com a insistencia de pais que querem transformar seus filhos em xuxinhas ou em minis backstreet boys. Tenho dois filhos e desde jah reconheço e exerço a minha responsabilidade em transforma-los em pessoas de bem.

@amanda_arm postou 1 de dezembro de 2009 09:04

Pior que ver isso acontecendo com a filha do Tom Cruise, é ver acontecer o mesmo com a filha da vizinha. E as priminhas. E ser mais criança do que elas mesmas.

Sério. Isso me assusta. Sempre assustou.

sobaumer postou 1 de dezembro de 2009 10:07

Realmente as únicas pessoas responsáveis por tudo isso são os pais.Ficam com medo de dizer NÃO aos filhos(as),com medo de traumatizar.Acabam sendo permissivos ao extremo,isso quando não induzem as crianças a essa barbaridade.Que a televisão instiga o consumismo e e o exagero,não é de hoje.Mas tendo 2 filhas,sou eu que digo o que elas podem ou não usar.Não é questão de ser autoritária.Tem coisa mais linda que criança poder ser criança?Como disse outro dia,sempre digo para meus 3:"Vocês terão o resto da vida pra serem adultos,ser criança é só agora!"
Pais...olhem por seus filhos...

Cris Guimarães postou 1 de dezembro de 2009 10:22

Há pouco numa festinha de crianças, vi quando uma menina de 6 anos disse para outra da mesma idade que ela não tinha mais idade de brincar de boneca. O pior é que esse comportamento muitas vezes é estimulado especialmente pela mãe, no que diz respeito a meninas, numa falsa ilusão de criar uma futura mulher safa e descolada, quando o efeito é justamente o contrário. Parabéns pelo tema, bem pertinente em tempos de Suris e Sashas da vida...

Leni postou 1 de dezembro de 2009 11:13

Muito bom o texto, pois realmente é uma verdade preocupante, crianças se tornando adultos em miniaturas. Mas o que mais me assusta é que cada vez, mais cedo, essas crianças estão se tornando pais e mães de outras crianças, mesmo com toda informação da midia,Elas adquirem comportamentos e atitudes de adultos, mas no fundo são apenas vítimas de toda uma máquina que fatura em cima das mesmas. Mas ainda, a tarefa maior ainda cabe aos pais que é limite dos pais, mesmo sendo uma tarefa árdua.

Desenganada postou 1 de dezembro de 2009 12:25

Já vim ler o post preparada para comentar que isso gera a infantilização do adulto, que é o que mais vemos hoje em dia. Tem ligação com um texto da coluna do Contardo Calligaris da semana passada.

Se te interessar, leia: http://contardocalligaris.blogspot.com/ (o post de título "adultos infantilizados"). Não é jabá, já que nem imagino de quem seja o blog.

Abraço.


Camile.

mvsmotta postou 1 de dezembro de 2009 12:28

Camile,

Não tem essa de jabá aqui não, fique à vontade! Tudo enriquece o debate e é isso que um blog como esse mais deseja ver nos comentários.

Vou ler o post do Contardo sim, obrigado!

Um abraço!

Isabel postou 9 de dezembro de 2009 13:03

Discordo dos comentários de algumas pessoas que afirmam que a culpa é exclusiva dos pais. Acho que a midia e a propaganda são muito mais responsáveis. É a televisão que divulga as modas, desperta desejos e faz as crianças quererem fazer parte daquele mundo. Eu acabo tendo que sumir com os sapatos de salto de minha filha ganha de presente. Algumas coisas não vejo problema, como quererem se maquiar. O importante é ter bom senso e saber dosar. Eu me lembro da minha infância de querer usar as roupas da minha mãe, usar sua maquiagem. Não passava de uma brincadeira, de imaginar como seria no futuro. Temos é que tomar muito cuidado com a erotização da criança. Vesti-las como se fossem "mimi-mulheres", realmente é ridículo.

 
Template Contra a Correnteza ® - Design por Vitor Leite Camilo